Passagem da bíblia:Numa ocasião, o apóstolo João disse a Jesus: "Mestre, vimos certo homem expulsar demônios (espíritos) pelo uso de teu nome, e tentamos impedi-lo, porque não nos acompanhava." Este homem, evidentemente, era bem sucedido em expulsar demônios (espíritos inferiores), porque Jesus disse: "Ninguém há que faça uma obra poderosa à base do meu nome que logo possa injuriar-me." Portanto, Jesus ordenou que não tentassem impedi-lo, "pois quem não é contra nós, é por nós". (Mc. 9:38-40. Entre Jesus e as religiões eu fico com Jesus.

11.1.08

O Aborto

Associação de Divulgadores de Espiritismo de Portugal

Muito sucintamente, o aborto é a interrupção da gravidez, provocando a morte do feto. Desde sempre praticado, mais ou menos às escondidas, o aborto tem-se tornado quase como que uma banalidade na nossa sociedade. Há quem o repudie energicamente e quem o admita como sendo um processo perfeitamente banal, que se poderá enquadrar no âmbito da vida de uma mulher.
Argumentos de um lado e de outro da barricada são enfileirados, numa luta que se pretende que saia do plano da consciência para se generalizar, quando tal não é justo.
O aborto poderá ser espontâneo ou provocado. O aborto espontâneo é aquele em que a mulher aborta sem querer, espontaneamente, num processo ao qual ela é alheia. O aborto provocado é, como a própria palavra indica, provocado exteriormente por alguém. Pode ser terapêutico, eugénico, ou simplesmente por opção conjuntural. O aborto terapêutico ocorre quando numa gravidez o médico tem de optar por salvar a vida da mãe ou do filho, não havendo hipótese de se salvar ambas as vidas. Nesse caso opta-se por salvar a vida da mãe, abortando terapeuticamente o filho. O aborto eugénico dá-se quando se faz o aborto devido a malformação do feto. O aborto meramente conjuntural é aquele que se faz por opção, sem ser eugénico ou terapêutico. A mãe decide abortar por várias razões, desde falta de condições económicas, falta de apoio familiar, violação, opção de vida, entre outras razões que são alegadas.

É pena que um tema tão importante como este sirva de meio de lutas políticas, de negócios de bastidores, como se a vida humana pudesse, assim ligeiramente, ser decidida, de ânimo leve, ao sabor dos interesses mais imediatistas dos nossos governantes.

No que concerne a este referendo sobre a despenalização da lei do aborto, que se for aprovada permitirá que se efectue abortos até às 10 semanas de gravidez, faz-nos parecer que toda esta polémica se baseia numa falsa questão, pois dever-se-ia perguntar em referendo se se concorda com a legalização do aborto ou não. Ora, este referendo apenas discute os prazos em que o aborto se pode realizar ou não. Curiosamente, a falta de informação é uma constante, e pergunte-se ao vulgo dos mortais, por esse Portugal fora, e veremos as pessoas pensarem que ao votarem Não estarão a votar contra o aborto, quando na realidade estarão sim a votar contra o alargamento do prazo em que é permitido abortar. Num país que já aboliu (e bem) a pena de morte, é sintoma de grande hipocrisia e incoerência moral estar a referendar se devemos matar um ser indefeso com uma ou outra idade.



O que pensa o espiritismo


O espiritismo ensina-nos que o feto é um ser vivo, já que ali, no útero materno, encontra-se completo na sua estrutura básica, e ligado ao espírito reencarnante desde o momento da concepção.

Vamos encontrar em «O Livro dos Espíritos», de Allan Kardec, na questão n.º 880: «Qual é o primeiro de todos os direitos naturais do homem?», a seguinte resposta: «É o de viver; e é por isso que ninguém tem o direito de atentar contra a vida do seu semelhante, nem de fazer qualquer coisa que possa comprometer a sua existência corpórea.»

Na questão n.º 358 vemos a seguinte questão: «O aborto provocado é um crime, qualquer que seja a época da concepção?», à qual os espíritos dão a seguinte resposta: «Há sempre crime, no momento em que se transgride a lei de Deus. A mãe, ou qualquer outro, cometerá sempre crime, ao tirar a vida da criança antes do seu nascimento, porque isso é impedir a alma de passar pelas provas de que o corpo devia ser o instrumento.»

Mais à frente, vemos ainda na pergunta n.º 359: «No caso em que a vida da mãe estaria em perigo, pelo nascimento da criança, há crime em sacrificar a criança para salvar a mãe?», que recebeu a seguinte resposta: «É preferível sacrificar o que não existe a sacrificar o que existe.»

Pergunta-se ainda na questão n.º 372: «Qual é o objectivo da Providência, ao criar seres desgraçados como os cretinos e os idiotas?», à qual se obteve a seguinte resposta: «São espíritos em punição que vivem em corpos de idiotas.

Esses espíritos sofrem com o constrangimento a que estão sujeitos e pela impossibilidade de se manifestarem através de órgãos não desenvolvidos ou defeituosos.»

Uma última questão, a pergunta n.º 373: «Qual o mérito da existência para seres que, como os idiotas e os cretinos, não podendo fazer o bem nem o mal, não podem progredir?» Resposta: «É uma expiação, imposta ao abuso que tenham feito de certas faculdades; é um tempo de suspensão.»

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário ou perguntas é muito importante para nós.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

ASSISTA A TV MUNDO MAIOR aqui dia e noite.

Watch live streaming video from redemundomaior at livestream.com
A maior riqueza do ser humano esta no conhecimento. Para isso temos o livre arbítrio que Deus nos deu. O ser humano evoluiu materialmente ( morávamos em cavernas ), mas não espiritualmente. Convido a todos para assistirem a "TV MUNDO MAIOR" aqui no "ESPIRITISMO PARA TODOS", a programação é de grande valor para a nossa evolução espiritual, os programas são espíritas, 24 horas de mensagens da melhor qualidade. O conhecimento não é pecado, pecar é não utilizar o livre arbítrio que Deus nos deu.

Leia outros artigos interessantes: artigos

Espiritismo, ligação com o SER MAIOR.


O Espiritismo respeita todas as religiões e doutrinas, valoriza todos os esforços para a prática do bem e trabalha pela confraternização e pela paz entre todos os povos e entre todos os homens, independentemente de sua raça, cor, nacionalidade, crença, nível cultural ou social. Reconhece, ainda, que “o verdadeiro homem de bem é o que cumpre a lei de justiça, de amor e de caridade, na sua maior pureza”. Conheça o Espiritismo começando a ler "O LIVRO DOS ESPÍRITOS".

Dicas e agradecimento

Nossa dica de filme sobre reencarnação, "Minha vida na outra vida" pela primeira vez na história, um filme retrata, com fidelidade, lógica e respeito, a reencarnação, tema de interesse de milhões de pessoas em todo o mundo, obrigado pela visita, volte sempre e que Deus ilumine o caminho de todos.

Tadeu.