Passagem da bíblia:Numa ocasião, o apóstolo João disse a Jesus: "Mestre, vimos certo homem expulsar demônios (espíritos) pelo uso de teu nome, e tentamos impedi-lo, porque não nos acompanhava." Este homem, evidentemente, era bem sucedido em expulsar demônios (espíritos inferiores), porque Jesus disse: "Ninguém há que faça uma obra poderosa à base do meu nome que logo possa injuriar-me." Portanto, Jesus ordenou que não tentassem impedi-lo, "pois quem não é contra nós, é por nós". (Mc. 9:38-40. Entre Jesus e as religiões eu fico com Jesus.

23.10.08

Vocabulário Espírita

(A)

Abantesma - (pelo latim pop. phantasma). Assombração, fantasma, por extensão. Aparições.

Abnormal - termo empregado para substituir o anormal. Fenômeno incomum.

Acoplamento psíquico - Ato ou efeito de conexão no processo obsessivo da vontade do obsessor com as do obsidiado ou quem esteja sujeito a ela.

Acupuntura - (do latim: acutus - pontudo + punctura - espetada). Tratamento pelo reequilíbrio dos campos energéticos obtido através de toques ou espetadelas de agulhas em pontos críticos do organismo do paciente. Este reequilíbrio é feito pela regularização da diferença de potencial (ddp) orgânico dos referidos campos bioenergéticos.

Afania - (do gr. a - não + phanos - ânsia). Medo mórbido de perder a potencialidade sexual, mais comum nos homens. É um problema psíquico que, por vezes, faz com que o fato se concretize.

Afecção - (do latim: affectio - perturbação). Mudança doentia ou alteração de estado.

Agênere - (do grego: a + génesis). Não gerado. Diz-se daquele que nasceu sem ter sido feto. Conceito dado a Jesus pelos docetistas.

Agentes estruturadores - São operadores responsáveis pela elaboração das formas universais. Baseiam-se na teoria pela qual, partindo-se do princípio de que a energia cósmica em expansão, por si só, não podendo se alterar, há ou haveria formas de agentes capazes de atuar sobe a mesma. Dessa maneira, admite-se que tudo o que exista no Universo seja estruturado por algum agente dito externo, a ele correspondente, e pertencente a outro domínio distinto do energético que forma o Universo material. Neste caso, os operadores seriam os responsáveis pela elaboração, desde a mais elementar subpartícula até os seres superiores existentes no Universo. Atuando sobre a energia cósmica, amorfa, em expansão, modulariam a mesma, dando-lhe as devidas e correspondentes formas. Dividem-se em: agentes de forma, agentes de vida fitológica e agentes anímicos.
Agentes estruturadores anímicos - Também ditos espíritos, são capazes de elaborar um corpo e dotar-lhe de vida biológica animal. Incluem-se, em esfera superior, os hominais.

Agentes estruturadores de forma - São os que elaboram a dita "vida" mineral e as partículas elementares (química). Sua capacidade, portanto, é restrita às formas.

Agentes estruturadores de vida - Não tão elementares quanto os de forma, têm a capacidade de modular a energia cósmica dando às formas um princípio vital, dito biológico. Correspondem aos pscofitófitos, aos psicozoófitos e aos psicovegetativos, correspondentes, respectivamente, aos seres vivos correlatos.
Agnóstico - (do gr. a - não + gnóstikos - o que sabe ). Sectário do agnosticismo

Agnosticismo - (de agnóstico + ismo). Posição metodológica que se opõe à metafísica e que só admite as proposições que tenham evidência lógica, dentro da razão.

Alavanca parapsíquica - Fenômeno vulgarmente denominado de levitação causada por processos mediúnicos. Consiste em redistribuir o peso do corpo a ser levitado pelos presentes, de forma proporcional à capacidade mediúnica de cada um.

Alavanca psíquica
- Falsamente conhecida como levitação mental, é o poder de fazer com que os corpos leves rompam a gravidade e sejam erguidos através do comando do pensamento.

Alcaeste - (do árabe: alkahst). Nome dado por Paracelso às energias emanadas pelo animal.

Alma - (do latim: anima). O Espírito ou parte do Espírito encarnado em um corpo. Espírito que anima o corpo. Princípio vital dos seres zoológicos.

Aloscopia - (do gr. allos - outro + skopien - observar). Fenômeno em que o sensitivo ausculta os órgãos internos de uma pessoa. Também dito introscopia.

Alquimia - (do árabe: al - a + khmiya - pedra filosofal). Desenvolvimento científico atribuído a Hermes Trimegistro que se destinava à conquista de três metas: transformar a pedra em ouro, dosar o elixir da longa vida e obter a panacéia, remédio para todos os males humanos.

Alquimista - (de alquimia). Cientista especialista em alquimia. O químico primitivo ao qual atribuíam poderes de mago.

Alucinação - (do latim: hallucinatio - engano, erro). Devaneio, ilusão, desvario psíquico. Pode ser provocada por drogas - mais comuns - ou por atuação espiritual.

Amnésia - (do grego: a - não + mnésis - lembrança). Esquecimento total ou parcial da própria personalidade.

Amuleto - (do latim: - amuletus). Objeto que o supersticioso porta consigo julgando-o capaz de impedir que aconteça qualquer malefício com ele.

Anabiose - (do grego: aná - ausência + bios - vida ® anabiósis - ressurreição). Estado preagônico em que o paciente retorna à vida, com ou sem se lembrar do ocorrido.

Anímico - (do latim: anima). Relativo à alma; diz-se do fenômeno que só depende dos dotes inerentes ao encanado e seus poderes ou predicados psíquicos. Podem ser conscientes, quando o sensitivo ou percipiente têm o domínio das ocorrências e inconsciente, em caso contrário.

Antimatéria - Ao contrário do que muitos pensam, a antimatéria nada tem que ver com a paranormalidade. Apenas, define as partículas atômicas correspondentes às conhecidas, porém, com sinais contrários. Assim, o elétron tem como antimatéria o pósitron, de igual massa, só que positivo e que gravita na periferia do átomo, provocando a evasão nuclear do elétron num efeito denominado tunelagem. O antipróton é interno ao núcleo, tem carga negativa e é responsável pela formação dos nêutrons, agregando os elétrons com os prótons.

Aparição - Nome dado por W. Crookes às materializações de Espíritos visíveis por todos.

Aparições estereológicas - Aquela que se pode tocar, apalpar, auscultar, enfim, analisar biofísicamente.

Aparições luminosas - São as que queimam o ectoplasma em seu entorno, moldando-se com uma luminosidade capaz de distinguir sua aparência e conformações.

Apatia - (do gr. a - privação + pathos - sofrimento). Estado de espírito em que a pessoa se caracteriza pela insensibilidade das coisas, indiferença, indiferença, fraqueza, desleixo, etc.

Aporte - (galicismo). Transporte de objetos, independente do meio pelo qual seja feito.

Apsiquia - (do grego: a - não + psikê - alma). Ausência de personalidade que vai de um estado simples e passageiro até a demência.

Arquétipos - (do gr. arche - superior + typon - tipo) - 1. Conceito de Platão que se refere ao protótipo do que seja real e exista no mundo. 2. Modelo, padrão. 3. Segundo Carl Jung, figura psicológica que representa a idéia ou imagens do pensamento tiradas do inconsciente coletivo.

Ascético - (do gr. ascétikós - mortificação). Referente ao ascetismo.

Ascetismo - (de ascético). Doutrina da mortificação corpórea como purificação da alma.

Assombração - (de sombras). Fenômeno decorrente de casas assombradas. Aparição.

Astral - (do gr. astron). Em Teosofia, domínio compreendido entre o espiritual e o material. (v. corpo astral)

Astrologia - Arte de predizer as coisas pela leitura da posição dos astros. Estudo relativo às influências que a variação das posições astrais possa influir no destino e no comportamento das pessoas.

Atavismo - (do latim: atavus - dos avós). Hereditariedade. Forma genética de herança. Trazido do berço. Tem-se como atávico aquilo que a pessoa adquire por causa dos genes de seus ancestrais. Cyril Burt defendia a tese de que as tendências psíquicas seriam atávicas, baseando-se nas Santas Escrituras que defendem a tese de que o sofrimento é o resgate dos erros dos ancestrais de quem esteja sofrendo.

Atoxinia - (de a + toxina + ia). Absorção de venenos em estado paranormal, sem prejuízos para quem o ingira. Fenômeno comum em transes de "terreiro" onde o médium, durante seu transe, ingere grande quantidade de bebida etílica e, após ele, não apresenta, sequer, vestígios da ingestão.

Aura - (do latim: aura - aragem. Sgdo. Virgílio: "o resplendor do ouro"). Emanação de energia dos corpos biológicos.

Autodomínio - Fenômeno psicológico que sugere o controle sensorial.

Autofonia - (do gr. auto - próprio + phonos - som). É o mesmo que voz direta.

Automatismo mediúnico - mediunidade em que a ação do participante é inconsciente. Ele é dito motor na psicografia e vocal na psicofonia.

Automatismo psicológico - Falta de vontade própria. Estado psíquico que difere de um transe porque , mesmo em estado inconsciente, não há o condicionamento daquele.

Automatismo sensorial - É o comando do reflexo com ação de um dos sensores.

Autômato - (pref. auto + do gr. maomai - mim). Aquele cujo procedimento é maquinal. Sem raciocínio e sem vontade própria. Diz-se do médium inconsciente.

Automnésia - (pref. auto + do gr. mnésis - lembrança). Caso de amnésia criado pelo próprio indivíduo.

Autoscopia - Caso particular da aloscopia em que o sensitivo ver o interior de si próprio.

Avatar
- (no sânscrito: avatára). A encarnação da divindade nas doutrinas orientais. Representa a metamorfose do mundo sob influência brahmânica.

Averno - (do latim - avernus). Lago da profundezas da Terra, no geocentrismo, onde habitaria Plutão e para onde são jogadas as almas condenadas a penitências eternas. Concepção que deu origem à idéia do inferno cristão.
Avultamento - (de vulto). Criação mental de figuras e imagens que podem ser percebidas por terceiros. Formação inicial de um fantasma.
(B)

Baronte - (do italiano). Desencarnado. Nos dá o adjetivo barôntico.

Batedor - ( de bater). Espírito que realiza fenômenos de efeitos físicos.

Bicorporeidade - Desdobramento psíquico que permite se veja o sensitivo em dois lugares.

Big-bang - (do inglês - grande explosão). Teoria da formação do Universo que parte do pressuposto que toda a energia cósmica teria sido inicialmente implodida em um fulcro central até romper seus próprios limites, causando uma explosão, à semelhança dos buracos negros, a partir da qual o universo teria tido início. Hoje em dia não é mais aceita por uma grande parte de Astrofísicos, levando-se em conta que a explosão acarretaria uma expansão anômala, o que, em verdade, não ocorre.

Bilocação - (do latim: bi - dois + locatio - local). Presença do sensitivo em dois lugares distintos, a saber, o em que esteja seu corpo e o em que seu duplo espiritual se desdobre, com capacidade de perceber o que esteja aí ocorrendo mesmo sem ser visto.

Bilocação preagônica - Desdobramento que ocorre no momento do trespasse que permite que o moribundo se desloque para outro ponto qualquer onde possa ser visto por médiuns, ou não.

Bioenergia - Energia orgânica gerada pelo movimento das células ou produzidas pelas reações iônicas dos radicais químicos dissolvidos no humor somático. É o princípio energético da vida material do corpo animal.

Bion - (do gr. bios - vida). Quantum vital. Elemento espíritual correspondente à vida material, como forma estruturada pelo mesmo. (Teoria Corpuscular do Espírito de E.G.Andrade)

Bioplasma - (do gr. bios - vida + plasma - formação). Forma ou elemento fundamental da formação da vida, sob aspecto germinal e se compõe do citoplasma, do ectoplasma e do protoplasma. Integra toda e qualquer célula orgânica. Não é substância material nem se apresenta sob forma de elemento atômico. Demonstra ser um estado intermediário.

Biopsíquico - (do gr. bios - vida + psikê - alma + suf.) Relativo ao biopsiquismo.

Biopsiquismo - Ciência que estuda a correlação psíquica com o corpo somático.

Bola de cristal - Corpo esférico de vidro ou cristal onde o sensitivo ou o médium vê as cenas transcendentais que descreve. É um ponto de referência e concentração para ele.

Brahma - (do sânscrito). A Criação. O Poder criador. Representa o Espírito Santo no Trimurti.

Buzomancia - (do latim: bucinum - concha + mnathéia - do gr., adivinhação). O mesmo que jogo de búzios. Adivinhação pelas conchas.
(C)

Campo - (do latim: campus). Zona de ação de uma fonte produtora de fenômenos.

Campo psíquico - Região onde atua a alma.

Candomblé - (do iorubá). 1. Festa de terreiro, como a prática de macumba, onde se cultua o mediunismo, tendo ritualística própria. 2. Princípio religioso dos Orixás.

Cargas psíquicas - Vibrações mentais ou sentimentais que transmitem ao semelhante reações diversas em função do que pense ou sinta o emissor. Energia quântica das radiações parapsíquicas de uma pessoa.

Carma - (do sânscrito: karma). Destino.

Cartas Zenner - Baralho de vinte e cinco cartas, com cinco figuras distintas, criado por Karl Zenner para pesquisar estatisticamente o número de acertos de um paranormal.

Cartomancia - (do grego: chártes - carta + mantéia - adivinhação). Vulgo leitura de cartas é o fenômeno pelo qual o sensitivo usa o recurso de um baralho geralmente apropriado denominado tarô que serve de referência para que veja o destino das pessoas.

Catalepsia - (do gr. katalépsis - surpresa). Caso de letargia conjugada com rigidez muscular.

Chácra - (do sânscrito - chakra - disco). Referência ao disco solar, na Índia, os chácras orgânicos são regiões de vórtices de energia onde a alma encarnada atua para se conectar com o corpo somático. Os chácras representam-se por padmas, ou seja, flores e são em número de sete, a saber: ajg'na - na testa, entre os olhos; an'ahaata - sob o osso esterno; manipura - região umbilical; muhl'adhara - no cóccix; swands'hstana - entre o pâncreas e o baço; e o vsh'nuda, na parte superior da traquéia.

Ciclotimia - (do gr. kyklos - círculo + thumos - estado de espírito). Estado neutórico que se caracteriza pela labilidade do humor. Passa do estado de tristeza para a euforia e vice-versa, com muita facilidade e de uma forma muito intensa.

Cinetopsiquia - (do gr. kinétos - movimento + psikê - alma). Transporte de vibrações mentais acopladas a ondas quânticas.

Clariaudiência - (do latim: clarus - claro + audio - escuta). Percepção extra-sensorial onde o sensitivo (clariaudiente) capta sons distantes que não lhe chegam aos ouvidos ou os escuta durante desprendimentos.

Clarividência - (do latim: clarus - claro + videns - ver). Percepção extra-sensorial que permite o sensitivo (clarividente) ver dentro de recipientes opacos e à distância, cenas cujas imagens não lhe chegam à retina dos olhos.

Cognição - (do latim: cognitionem). Faculdade do conhecimento daquilo que a memória não registra. Esses fenômenos são ditos cognitivos. Envolvem a premonição, antes da ocorrência e posmonição, após.

Condicionamento - (do latim: conditio, onis - condição + sufixo). Ato reflexo do estímulo que faz um animal ou pessoa praticar certos atos sob determinada circunstância previamente programada em seu subconsciente.

Consciência - Faculdade do conhecimento imediato da própria atividade psíquica de cada um. Memória dos atos retidos na lembrança presente.

Consciente - (do latim: conscius, entis - sabedor). Órgão psíquico do registro dos fatos que são mantidos na memória. Foi proposto por Sigmund Freud. A memória presente.

Corpo astral - Referência que tem conotação com o duplo psíquico da pessoa.

Corpo etérico - Para a Teosofia campo envolvente do duplo astral, que se confunde com o perispírito.

Corpúsculo - (do latim: corpusculus). Elemento teórico idealizado por Newton a fim de justificar os fenômenos luminosos, negado pelos demais e restaurado por Eistein na concepção do fóton. Na idéia paranormal, representaria a menor forma de formação de energia agregada por um agente estruturador (dito espiritual). A idéia atual de corpúsculo luminoso foi substituída pela do pulso energético óptico. Prevalece, assim, apenas, a concepção paranormal.

Corrente - (do latim: currens, entis - o que corre). Ligação de pensamentos e vibrações de um grupo voltado para obter determinado resultado psíquico ou parapsíquico, geralmente efetuada de mãos dadas entre os presentes.
Cosmogênese - (do gr. kosmos - universo + gênesis - geração). Teoria da formação do Universo. A religiosa parte da vontade de um Deus supremo, todo poderoso e a astrofísica defendia a hipótese do Big-bang, hoje reformulada pela dos agentes estruturadores, tendo como Agente Supremo um criador absoluto incompatível com a idéia do Deus antropomórfico.

Criptestesia - (do gr. kryptós - escondido + aesthesis - sensibilidade). Faculdade do conhecimento de coisas ignoradas pelo percipiente e que lhe chegam através de seus dotes extrasensoriais.

Criptestesia pragmática - Nome dado por Charles Richet à psicometria.

Criptocosmo - Definição de Richet para o domínio extramaterial.

Criptomnésia - (do gr. kryptós - escondido + mnésis - lembrança). Forma oculta de conhecimento do subconsciente.

Criptopsiquia - Termo de Boirac para definir os fenômenos produzidos por uma inteligência desconhecida.

Criptoscopia - Segundo Tischner, é a parte da metagnomia que estuda fenômenos de clarividência.

Cromatoscopia - (do gr. kromatos - coloração + skopien - observação). Sensibilidade de perceber cores em objeto pelo seu contacto.

Cronognosia - (do gr. Kronos - deus do tempo + gnosis - conhecimento). Conhecimento temporal de forma oculta.
(D)

Dacma - (do sânscrito). Local de exposição dos mortos para serem devorados por abutres. Consiste em uma torre sem teto para que as aves possam pousar no seu interior. Por extensão, local em que os Espíritos vampirizados retiram energia dos cadáveres de animais.

Dádiva - (do latim: dativa). Emanação divina que Deus oferece aos homens por Sua obra e graça.

Ddp orgânica - Diferença de potencial bioenergético entre dois pontos do organismo. Esta ddp, quando em desequilíbrio, realiza uma série de distúrbios de ordem somática, embora, por vezes, sua causa seja uma perturbação psíquica.

Demência - (do latim: dementia - loucura). É perda ou regressão gradativa das funções psíquicas. Erroneamente chamada de loucura. Pode ser causada por uma série de fatores.

Demônio - (do grego: daimón). No politeísmo, gênio inspirador das criaturas humanas. No sentido de diabo, define o gênio do mal.

Dermometagrafismo - (do gr. derma - pele + meta - além de + graphos - gravura, escrita). Estigmatização paranormal da pele.

Desdobramento - Liberação do espírito sem o desencarne; ele vagueia num domínio externo ao material, podendo se projetar em outros lugares. Liberto momentaneamente dos vínculos corpóreos o espírito tem poderes até de visitar o domínio dos desencarnados, dependendo do grau de liberação. Envolve a bilocação e a Ubiquidade.

Desencarnação ou desencarne - Trespasse, liberação do Espírito de forma definitiva em relação ao corpo somático. Morte.

Desmaterialização - De dupla natureza, é o fenômeno ectoplásmico em que o Espírito dito materializado se desfaz, bem como o processo desintegração de um corpo material.

Desprendimento - É a liberação do Espírito rompendo os vínculos com seu corpo somático ou, deixando-o por uma tênue ligação, que define a "morte clínica aparente".

Determinismo - Doutrina que defende a hipótese de que nada acontece sem que a isso corresponda uma prévia programação. Acontecimento baseado em leis inderrogáveis.

Deus - (do latim: deus). Ser Supremo, Agente Estruturador do Universo estabelecendo suas leis de criação. Inconcebível à mente humana, encontra uma série enorme de correntes que o caracterizam sob seus aspectos mais simples de compreensão.

Deuses - Seres sobrenaturais simbolizados por Espíritos manifestantes e ou Entidades que tenham determinados poderes. Componentes fantásticos de cortes celestiais definidas pela mitologia.

Diabo - (do grego: diábolo). 1. Ser mitológico sobrenatural com poderes malignos. Confunde-se com o conceito de demônio. 2. Entidade espiritual que se apresenta levianamente, de forma perturbativa.

Diafaneidade - (de diáfano). Qualidade com a qual as aparições materializadas se apresentam.

Diáfano - (do gr. diaphanés - transparente). Diz-se da aparência da roupagem espiritual com que as aparições se mostram.

Diapsiquia - (do gr. dia - através + psikê - alma + suf.). Comunicação direta, mental ou psíquica, sem necessidade da expressão oral, independentemente do estado dos comunicantes, isto é, encarnados ou desencarnados.

Dinoísmo - Dupla personalidade.

Docetes - Partidários do docetismo.

Docetismo - (do gr. dokein - parecer, assemelhar + suf.). Doutrina considerada herética pela Igreja que proliferou no início do Cristianismo, pregando a hipótese de que Jesus, como ser divino, não poderia ter um corpo humano, não teria nascido de parto, não teria sofrido nem morrido. Apenas passou pela vida. Dessa teoria nasceu a idéia do corpo fluídico de Jesus.

Dogma - (do gr. dogma ). Fundamento religioso que não se discute. Princípio de fé e crença.

Dogmatismo - (de dogma). Linha filosófica a qual admite a crença como princípio doutrinário.

Dogmatizador - Pregador de dogmas.

Domínio - (do latim: dominium - propriedade). Em ciência, domínio é a região ou o conjunto contido num todo onde seus componentes guardam a mesmas propriedades. Como exemplo, o conjunto de inteiros, na matemática reúne os valores que não sejam fracionários.

Domínio de existência - Âmbito no qual determinados fenômenos são definidos. No caso paranormal, existem dois domínios, o dos fenômenos puramente psíquicos e o dos fenômenos parapsíquicos ou espiríticos.

Dotes - (do latim: dote). Predicado ou dom natural que se possui no campo moral, intelectual e físico. No domínio paranormal encontram-se vários dotes de caráter psíquico e de predicados mediúnicos, como os artísticos, etc., sem ter adquirido formação técnica apropriada.

Drogadição - Estado sob ação de uso compulsivo de drogas, com dependência.

Duende - (espanholismo). Espírito brincalhão, traquinas. No francês o termo é lutin.

Dupla vista - Nome dado à clarividência no caso específico da visão de fatos que estejam fora do âmbito do sensitivo.

Duplo - (latim: duplum). No desdobramento, o Espírito liberto.

Duplo etéreo - Confunde-se com o perispírito. A personalidade íntima de cada um. É também considerado, com muito mais razão, como sendo o acoplamento do perispírito com o campo bioenergético. O mesmo que duplo astral.
(E)

Ecmnésia - (do gr. ekmnésis - lembrança remota). Esquecimento da vida presente, lembrando-se, todavia, dos fatos antigos.

Ectestesia - (do gr. ektos - de fora + aisthesis - sensibilidade). Exteriorização da sensibilidade.

Ectobioplasma - Segundo Hernani G. Andrade, componente bioionizado da formação vital, que está intimamente ligado aos agentes estruturadores elementares das células.

Ectofitoplasma - Ectobioplasma de origem vegetal.

Ectomineroplasma - Correspondente mineral do ectobioplasma, evidentemente, sem o elemento químico carbono nas rochas não orgânicas.

Ectoplasia - Corruptela de ectoplastia.

Ectoplasma - (do grego: ektos - envolvente: plasma - coisa modelada). Parte periférica do citoplasma, envolvente do protoplasma na célula orgânica. Essência da qual é tirada a energia essencial à realização dos fenômenos mediúnicos de efeitos físicos. Segundo Cromwell Varley, informação esta prestada por uma aparição a partir do médium Dunglas Home.

Ectoplasmia - É o vulgar efeito físico de origem mediúnica. Fenômeno decorrente do uso da energia ectoplásmica. Referente ao ectoplasma.

Ectoplasta - Médium ectoplásmico.

Ectoplastia - (do gr. ekto - envolvente + plasma + suf.). Aparição ectoplásmica.

Ectozooplasma - Componente animal correspondente ao ectobioplasma (H.G.Andrade).

Eflúvios - (do latim: efluvium). Emissão energética ou emanação invisível que se desprende de um fluido; efluência, exalação. É usado para definir a energia emanada das radiações mesmerianas e outras similares. Os primitivos pesquisadores tinham a impressão errada de que essa energia era de origem fluídica, por desconhecerem o que ia além da matéria. O termo correto seria bioenergia radiante ou quântica.

Ego - (do latim: .ego - eu). Segundo Kant, a alma como unidade do ser humano. Para Freud representa a personalidade individual de cada um e com o id e o superego completa o trio de que se compões a alma.
Egocêntrico - (do latim: ego - eu + centro + ico). Aquele que se tem como o centro de tudo.

Egocentrismo - Tendência mórbida de se ter como a pessoa mais importante do universo e em torno do qual devam girar as coisas.

Egolatria - (do gr. ego - eu + lathros - adoração). Dito narcisismo, é o culto a si próprio, tendo-se como superior. Autoadoração.

Eidético - (do gr. eidetikós - essência). O que se refere ao espírito ou ao íntimo, segundo Edmund Husserl, filósofo alemão.

Electroscópio - (do gr. elektron - elétrico + skópein - observação). Aparelho destinado a captar as radiações bioenergéticas de um organismo, muito usado nas salas de terapia intensiva, serve também para pesquisas paranormais

Embuste - (do castelhano). Ardil usado por determinados mistificadores para fingir que se comunicam com determinada pessoa já falecida.

Emocional - (do latim: emotus - distante). Diz-se do comportamento da pessoa envolvendo sua parte dos sentimentos.

Encarnação - (do latim: incarnatio - encarne). Ato ou efeito de se pôr na carne. Nascimento. Processo de existência terrena de um Espírito preso ao seu corpo somático.

Encarnacionismo - Doutrina que só aceita uma existência terrena com o Espírito, este imortal.

Endocinesia - (do gr. endo - interno + knésis - movimento). Efeitos psicocinéticos internos.

Endometaplasia - (do gr. endo + meta + plasis - modelagem). Nome sofisticado dado à transfiguração.

Endoplasmia - (do gr. endo + plasma + suf.). Definição de Gustaf Geley para formação interna de plasmas por meio de ação psíquica.

Endoscopia - (do gr. endo - interno + skópien - visão). Exame dos órgãos internos sem influência psíquica.
Entidade - (do latim escolástico: entitas - essência do ser). Diz-se do Espírito desencarnado.

Epifania - (do gr. epiphanei - glória). Aparição ou manifestação divina.

Epifanismo - (de epifania). Aparecimento supranormal de algo.

Ergopsiquia - ( do gr. érgon - trabalho + psicos - referente ao intelecto). Nome dado à força do pensamento onde as vibrações mentais são capazes de irradiar poderes além do normal.

Errante - (do latim: errantis - que erra, vagante). Diz-se do Espírito que vaga indistintamente ou que se encontra na Erraticidade.

Erraticidade - (do latim: erratus + sufixo). Lugar espiritual dos que aguardam reencarnação.

Escolástica - (do latim: scolsticus). Metodológico; o que segue o método escolar. Em filosofia, a aplicação da razão na análise das coisas.

Esconjuro - (de esconjurar). Exorcismo, juramento acompanhado de pragas e maldições.

Escotografia - (do gr. skóton + graphein). Termo registrado por João Teixeira de Paula para definir as fotos de imagens paranormais.

Escriptoscópio - Vulgo aparelho Arnold, dispositivo destinado a comunicações mediúnicas e que funcionaria como um robô psíquico.

Escrita automática - Também dita direta, espontânea, involuntária, fenômeno mediúnico erroneamente conhecido como psicografia por uns, refere-se ao caso ectoplásmico onde a Entidade grava seu escrito sem recurso do psicógrafo ou de qualquer apoio mecânico.

ESP - Abreviatura de Extra-Sensorial Perception, como o próprio nome indica, é o dom da percepção de ocorrências que transcendam à capacidade dos sensórios comuns.

Espaço - Ido latim: spatio). Lugar geométrico de três dimensões ou mais, por extensão. Na linguagem espirítica, define a erraticidade ou, de um modo geral, o lugar dos desencarnados.

Espectral - (do latim: spectrum - fantasma). Diz-se do que se refere a influências no campo perispiritual e não no campo energético somático.

Especular - (do latim: speculum - espelho). Diz-se do fenômeno que se reflete no campo psíquico.

Espírita - (do francês: spirite). Neologismo criado por A. Kardec para definir os adeptos da doutrina por ele codificada.

Espirítico - (de espírita). Relativo à doutrina Espírita.

Espiritismo - (do fr. Spiritisme). Doutrina codificada por Allan Kardec a partir de mensagens mediúnicas ditadas por Entidades ditas desencarnadas e que tem como base a intercomunicabilidade com os mortos, ditos "não encarnados", bem como, aceita a palingênese ou reencarnação. A pessoa se salva pelos seus atos bons e se perde pelos maus.

Espírito - (do latim: spiritus). Princípio inteligente, dito agente estruturador dos seres vivos animados. Define sua personalidade e suas características individuais.

Espiritual - Da natureza do espírito.

Espiritualidade - Domínio de existência dos desencarnados. Atualmente, segundo os estudos físicos, corresponde ao domínio dos agentes estruturadores que atuam sobre a energia cósmica para lhe dar formas e vida.

Espiritualismo - Doutrina que se contrapõe ao materialismo, admitindo que o ser biológico animal possua um espírito que lhe dota de personalismo, independente das possíveis configurações que se possa ter a respeito desse espírito. Nome que os ingleses dão à doutrina codificada por Kardec.

Espiritualista - Aquele que segue o Espiritualismo em qualquer uma de suas versões.

Espiritualizar - Tornar-se desprendido dos liames materiais. Desinteressar-se pelas reações da matéria. Visar ao progresso espiritual em detrimento dos interesses materiais.

Esquizofrenia - (do gr. schizo - rachadura + phrenos - diafragma mental). Dissociação das funções psíquicas que provoca a perda do contacto com a realidade. É um problema psicopatológico. É a doença mental que se caracteriza pela desagregação da personalidade e embotamento afetivo. São do tipo simples, paranóide, catatônica, hebefrênica e residual.

Esquizofrenia simples - É a que não se percebe de imediato, porém, se agrava com o tempo e se torna degradante com péssimo prognóstico.

Esquizofrenia catatônica - Caracteriza-se pela presença de movimentos estereotipados.

Esquizofrenia hebefrênica - O paciente se caracteriza pela agressividade. Tem a desagregação da personalidade mais intensa. Tornando o paciente mais hostil.

Esquizofrenia paranóide - Caracteriza-se pelo predomínio das distorções sensoperceptivas (alucinações e delírios). É a mais comum.

Esquizofrenia residual - É o que apresenta cronicidade na doença e sofre em conseqüência, geralmente, de abandono, na maioria dos casos.

Estereose - (do gr. stereós - sólido, palpável + sufixo ose). Aparição tangível.

Estigma - (do gr. stigma - sinal, marca). São marcas que aparecem no médium após um transe.
Estigmatismo - Refere-se ao sistema óptico em que a imagem de um ponto é rigorosamente outro ponto, sem deturpações. Não confundir com as marcas dermográficas.

Estímulo - (do latim: stimulum - ferrão). Vulgarmente dito "injeção de ânimo", é uma reação psíquica dita estimulada, ou seja, encorajada por algum motivo. Provocação inconsciente acarretada por um fato que, normalmente, leva a ocorrências peculiares.

Estruturador - (de estrutura + suf.). Diz-se do agente do domínio espiritual, segundo pesquisas de Gell Mann nos aceleradores de partícula, que, atuando sobre a energia cósmica amorfa, estrutura todos os componentes materiais desde os subelementos atômicos até as formas superiores. É o Espírito, no homem.

Evocação - (do latim: evocationem). Ato de chamar ou pedir a presença de uma Entidade.

Evolução - (do latim: evolutionem). Progresso moral e/ou intelectual de cada um. Melhoramento de seu estado espiritual.

Expiação (resgate) - (do latim: expiationem). Processo pelo qual cada um se redime de suas faltas e erros passados.

Exorcismar - Praticar o exorcismo.

Exorcismo - (do gr. ex - para fora + orkismós - sermão). Oração religiosa de esconjura de espíritos maléficos ou demoniacais.

Êxtase - (do gr. ékstasis - enlevo). Estado de arrebatamento íntimo ou abstração que leva o sensitivo se liberar dos vínculos somáticos e se projetar em condições de felicidade e paz. Para a Psicologia, também pode ser um processo de histeria com delírios místicos capazes de levar a pessoa a um estágio de felicidade e desligamento material.

Exteriorização
- (de exterior + suf.). É uma das formas de definição do desprendimento psíquico.

Extra-sensorial - Tudo o que não ocorre por via dos sensórios, ou seja, dos sentidos.

Extrassomatismo - Ocorrência alheia ao corpo.
(F)

Faculdade - (do latim: facultatis). Dom individual inato ou adquirido por meio de práticas especializadas. Incluem-se nas faculdades: a mediunidade, a sensibilidade parestésica, as percepções extra-sensoriais e os dotes paranormais.

Fantasma - (do gr. phantasma). Espírito desencarnado que se apresenta aos encarnados.

Fantasmagoria - Falsa aparência, arte de criar figuras e ilusões para impressionar a outrem.

Fascinação ou fascínio
- (do latim: - fascinatio - enfeitiçamento). Um dos processos de obsessão espiritual onde a vítima se deixa enlevar por falsos predicados que não possui e que lhe são atribuídos pelo obsessor.
Fascinado - O que se deixa fascinar.

Fatalidade ou fatalismo - (do latim: fatalitatis - caso fortuito). Acontecimento funesto, supostamente inevitável. Destino.

Fatídico - (do latim: fatidicus). Trágico, predestinado. O que teria que acontecer. Segundo a crença, previsto pela fatalidade.

- (do latim: fide - fiel). Uma das três virtudes teologais. Crença, confiança sob forma religiosa, nos poderes superiores da Criação. Convicção doutrinária.

Feitiço - (do latim: factitium - contrafeita, factícia). Bruxaria, fetiche, encanto, fascinação, trabalho de feiticeiros. O mesmo que factício.

Feiticeiro - (de feitiço). O que se envolve com trabalhos de fascínio. Fazedor de feitiço.

Fetiche - (galicismo). Objeto manipulado por trabalhos mediúnicos com o fito de servir de referência, de amuleto, de talismã para quem o use. Coisa natural à qual se atribua poderes paranormais ou sobrenaturais. Vodu.

FCU - Forma antiga, abreviada de "fluido cósmico universal". Conceito errôneo que se refere à energia cósmica, em expansão, amorfa, que compõe o Universo e que se constitui no fundamento da existência de tudo o que exista no domínio físico, dito material. Não se trata de nenhum fluido, motivo por qual este conceito é considerado falso e inaceitável. Seu uso denota desatualização científica e falta de conhecimento.

Fenômeno - (do gr. phainómenon - o que ocorre). Ocorrência verificada experimentalmente ou equacionada por expressões matemáticas. É classificado segundo sua natureza. Os fenômenos paranormais constituem uma classificação à parte, porque não se incluem nas ocorrências do dito domínio físico (material) que compreende todo o Universo. Estes dividem-se em psíquicos ou anímicos e parapsíquicos ou espiríticos, também ditos mediúnicos ou metanímicos.

Fenômenos anímicos - São aqueles que só dependem do dote do sensitivo, encarnado, e de suas energias biopsíquicas. Também são ditos fenômenos psíquicos.

Fenômenos espiríticos - Também chamados mediúnicos. Produzidos por desencarnados.

Fenômenos mediúnicos
- Assim chamados porque dependem de um intermediário, encarnado, para servir de modo de comunicação com o desencarnado. São os que se caracterizam pela presença de uma Entidade espiritual não encarnada.

Fenômenos metanímicos - O mesmo que fenômenos mediúnicos, ou seja que transcendem aos anímicos.

Fenômenos paranormais - São os que fogem ao domínio das ciências clássicas e envolvem um influência psíquica ou uma atuação espiritual e que, como tal, não se consideram anormais.

Fenômenos parapsíquicos - Nome dado aos fenômenos que fogem à condição psíquica do encarnado. O mesmo que fenômeno mediúnico.

Fetiche - (galicismo - o mesmo que feitiço). Diz-se do objeto ou referente sobre o qual se realizam trabalhos de feitiçaria e que representa o que deva ser enfeitiçado. Vodu.

FCU - (forma abreviada de Fluido Cósmico Universal). Matéria que os antigos suponham que existisse enchendo o Universo e que serviria de apoio para a luz solar chegar até nós. Hoje em dia é um conceito ultrapassado já que se sabe que o espaço intergalático existente no cosmo é preenchido pela energia amorfa fundamental e, como tal, dita energia cósmica

Figa - (do italiano - fica - do ficus). Amuleto com o formato de mão fechada tendo o polegar entre o indicador e o médio, feito inicialmente de caule de pequeno galho do ficus. Sinal idêntico feito com a própria mão, no caso de esconjuros.

Finado - (do latim: fines - o fim). Desencarnado, morto, falecido, trespassado.

Fio de prata - Liame perispiritual que une o espírito encarnado a seu corpo, também chamado de "soma". Segundo os videntes, ele é elástico absoluto, afigura-se prateado e denota seu íntimo ligamento anímico. Prendendo o Espírito ao corpo, ele define o desencarne com seu rompimento. Os registros são baseados em informes.

Fluido - (do latim: fluidus). Fase física do estado material da energia que não tem forma própria. Compreende exclusivamente os líquidos e os gases. Antigamente, por um erro conceitual de conhecimento, tinha-se como fluido a energia, o que, até hoje, faz com que muitos incorram em erro lamentável, confundindo a energia com fluido. Toda a conceituação baseada, no "fluido" como sendo algo além da matéria é errônea e não aceita pela Ciência atual. Apesar do uso.

Fluidoterapia - Nomenclatura errada partindo do pressuposto de que a energia transmitida pelo aplicador fosse fluídica, o que não ocorre. Recomenda-se reformular o conceito para definir o tratamento mesmeriano através de passes ditos biomagnéticos (magnetismo animal). Propõem-se o "metarradioterapia"

Fluido vital - Nomenclatura errada que parte do pressuposto que a energia bio-orgânica fosse fluida. Todo o conceito fluídico com relação a emanações psíquicas está inteiramente invalidado por incorreção de definição atualizada.

Fobia - (do gr. phobos - temor). Designação dada a medos mórbidos de alguma coisa. Geralmente o termo é antecedido de um radical que define de que se tem medo ou pavor. Ex.: claustrofobia i medo do claustro ou local fechado. As fobias são de caráter psíquico.

Fogo fátuo - Emanação ectoplásmica de um cadáver que, à noite ou no escuro, é visível, pela luminosidade provocada com a queima do fósforo ectoplásmico em presença do oxigênio atmosférico. O fogo fátuo é uma demonstração de que um cadáver animal libera ectoplasma.

Fonística - (italianismo). Estudo da mediunidade psicofônica. Correlação com a psicografia e a tiptologia.
Fonte de energia - Ponto, local, coisa ou elemento capaz de gerar energia sob ação de um agente qualquer. A mente é uma fonte de energia psíquica. Para que ela funciona torna-se necessário que haja um agente atuante, no caso, o espírito da pessoa. De onde brota a energia.

Força - (do latim: fortia). Agente mecânico capaz de produzir ou gerar trabalho e/ou modificar a condição de movimento de um corpo. O termo é empregado para definir força mental, força psíquica, como sendo as respectivas capacidades de atuarem no meio físico.

Força mental - Poder do pensamento que pode atuar no meio físico.

Força psíquica - Atributo do Espírito encarnado que representa seu domínio sob as coisas.

Foto kirlian - ver kirliangrafia.

Frameworkes - Termo inglês correspondente à idéia dos agentes estruturadores.

Fraude - (do latim: fraudátio - engano oculto). Prática enganosa de um fenômeno. Falsificação ou adulteração com intuito de iludir ou enganar.
(G)

Gene - (do gr. raiz da palavra gignomai - gerar). Unidade material hereditária dita genética, situada nos cromossomas e que define as características de cada um. Para os que usam a sigla DNA (estrangeirismo), o gene é conhecido como cistron, barbarismo lingüistico do inglês, desnecessário.

Genética - (de genes + suf.) - Ramo da Biologia que estuda as leis de hereditariedade e da transmissão dos caracteres nos descendentes no qual baseavam-se os materialistas para atribuir ao indivíduo seus caracteres psíquicos não comprovados.

Genialidade - (de gênio). Predicado anímico que cada um possui, no campo intelectivo, no técnico e no artístico, destacando-se a genialidade criadora.

Gênio - (do latim: genius - Entidade que preside o nascimento). Vulgarmente define a índole ou o temperamento da pessoa. Também define o desencarnado atuante que age em favor de - os bons - ou contra - os maus - as pessoas.

Gestaltismo - (do alemão: gestalt - forma). Doutrina que interliga os fenômenos psicológicos e os biológicos à forma. Também conhecido como "teoria da forma".

Glossolalia - do gr. glossa - língua + lalei - desconhecido). Dom de falar línguas estranhas. É um caso particular da xenoglossia, apenas, destacando-se o fato de que o idioma aqui falado não é conhecido, apesar de apresentar uma estrutura gramatical própria. Foi estudado por Flournois.

Gnomos - (do gr. gnome). Seres considerados sobrenaturais que habitam o centro da Terra e aí guardam seus tesouros (veios). Espíritos que se apresentam sob seu aspecto, baixo, gordo, com uma veste típica, com índole leviana. Consta que tenha sido usado por Paracelso neste sentido.

Gnose - (do gr. gnosis - conhecimento, saber) - Nome dado à doutrina dos gnósticos. Estudo tido como metafísico que une o conhecimento positivo com a sabedoria esotérica.

Gnosticismo - (de gnóstico). Sincretismo filosófico-religioso em que seus adeptos pretendiam ter um conhecimento completo e transcendental da natureza, bem como dos atributos de Deus.

Gnóstico - (do gr. gnostikos - sabedor). Iniciado nos conhecimentos supremos da gnose.

Guéridon - (galicismo). Mesa que, no início das observações mediúnicas, servia para os espíritos se comunicarem. É leve, tem três pés, cruzados em "x" sobre os quais se apoia a tampa.

Guia - (de guiar). Espírito protetor que acompanha cada pessoa encarnada, ajudando-a.
(H)

Habilitação - (do latim: habilitatis - destreza). Dom e preparo específico para práticas diversas.

Hábito - (do latim: habitus - costume). Ação que se adquire pela repetição constante.

Hebefrenia - (do gr. hebe - mocidade + phrenos - néscio). Perturbação psíquica na mocidade.

Hebemediunidade - Mediunidade na infância.

Hereditariedade psíquica - Contrapõe-se ao conceito de hereditariedade genética no campo das reações psicológicas, admitindo que o Espírito traz consigo seus dotes e personalidade, sem herdar geneticamente dos seus antepassados. Baseia-se no fato de que os intelectuais nem sempre têm sucessores correlatos, como também não possuem antecessores superdotados.

Hetoscopia - O mesmo que autoscopia.

Hiloclastia - (do gr. hyle - material + klástes - destruir). Mal empregado por René Sudre no sentido de transportes de objetos sem levitação.

Hilomorfismo - (do gr. hyle - material + morphes - forma). Doutrina escolástica que defende dois princípios de vida: a matéria e a forma. Esta advém do íntimo. Baseia-se na filosofia socrática.

Hiperespaço - (hibridismo do gr. hypér - superior + espaço). Admitia-se a existência de um espaço extra cósmico que contenha o Universo, portanto, dentro do qual o cosmo se situa. Atualmente, esse espaço é considerando como sendo o energético que, segundo processos experimentais, demonstra possuir mais do que os três a que estamos bitolados. O hiperespaço, em seus conceitos confunde-se simultaneamente com o espaço habitado pelos Espíritos e o quadrimensional correspondente ao continuum definido por Einstein na sua Teoria da Relatividade Generalizada.

Hiperestesia - (do gr. hypér - superior + aisthésis - sensibilidade). Capacidade de certos sensitivos de perceber, através das radiações, as mais diversas e estranhas reações de um paciente.

Hipermnésia - (do gr. hypér - superior + mnésis - lembrança). Processo de lucidez ampliada por um estado inconsciente, e com ela, a memória.

Hipernormal - Palavra híbrida e imprópria para se usar no lugar de supranormal.

Hiperpragmático - Pessoa que fala de forma redundante e sem objetivo. Por vezes, com fuga de idéias.

Hiperpragmatismo - Abundância de verborragia sem objetivo. Linguagem não objetiva e abundante. Não conciso.

Hipnagogia - (do gr. hypnos - sono + agógos - que conduz). Diz-se do estado de consciência no instante em que o sono domina a vigília. Transição entre a fase acordada e a do sono.

Hipnoblepsia - (do gr. hypnos - sono + bleps - caminhar ). O mesmo que sonambulismo.

Hipnogênese - (do gr, hypnos - sono + gênesis - origem). Produção da hipnose.

Hipnógeno - O que produz a hipnogênese.

Hipnoscópio
- Aparelho inventado por Ochorowicz para estudo da hipnose e análise do paciente.

Hipnose - (do gr. hypnos - sono). Processo provocado artificialmente por um indutor ou hipnólogo, que leva o paciente a um sono condicionado e através do qual se pode obter uma série de fenômenos anímicos de desprendimento e de ações diversas. Há inúmeros casos.

Hipomania - (hibridismo do gr. hypo - sob + mania). Agitação psíquica.

Hipopragmático - (do gr. hypo - sob + pragma - negócio + tikós - ato, ação). Indivíduo que comumente só fala por monossílabos.

Hipopragmatismo - Prática onde a pessoa se restringe nas respostas e em expressões de falar.

Histerese - (do gr. hysterésis - posterior, atraso). Fenômeno que define reminiscências causadas por qualquer ocorrência acontecida com a pessoa ou com o objeto. Fenômeno responsável pela possibilidade de um psicômetra captar as radiações de objetos

Histeria - (do gr. hystera - padrão). Psiconeurose que se caracteriza por um estado de falta de controle sobre seus atos e emoções, com instabilidades e que se diversifica por diversos aspectos em decorrência do motivo que a provoque.

Holocausto - (do gr. holó - conjunto + kauston - sacrifício, imolação). Cerimônia de sacrifício e imolação de criaturas em homenagens a determinados deuses hebreus.

Horoscopia - (do gr. hóros - hora + skópien - exame + suf.). A arte de predizer as coisas pela leitura dos astros.

Horóscopo - Observação dos astrólogos, baseado na posição dos astros, para feitura de cartas em função da hora do nascimento das pessoas, com o fito de desvendar seu destino.
(I)

Icnognosia - (do gr. ichno - rasto + gnósis - conhecimento). O mesmo que psicometria.

Iconomancia - (do gr. eikon - imagem + manthéia - adivinhação). É a forma de concentração onde o sensitivo ou o médium têm uma imagem como ponto de referência, a fim de fazerem sua predições e leituras dos acontecimentos, etc.

Id - Neologismo definido por Freud como sendo o substrato instintivo da psiquê, isto é, sua tendência elementar como suporte da existência do ser sobre o qual repousam seus atributos.. É uma das três partes da psiquê e se completa com o ego e o superego.

Id al-nahr - (do Islame) - Festa do sacrifício, parte do Id al-k'bir dedicado às imolações de caráter religioso para purificação das almas.

Ideal - (do latim: idealis) - A aspiração individual de cada um envolvendo o caráter sentimental intelectivo e psíquico.

Idealismo - (de ideal). Meta a ser atingida pelo idealista.

Idealista - (de ideal). 1. Aquele cujo ideal está acima das metas possíveis e alcançáveis. 2. O que tem vontade utópica de obter algo.

Idéia - (do gr. idea). - Representação mental que faz de algo; imaginação. Forma abstrata de conceber algo que se conheça ou se suponha conhecer. Está intimamente ligado ao individualismo de cada um.

Ideocracia - (do gr. ideos - idéia + kratein - poder). Regime em que impera um ideal ou ideologia da qual não se pode fugir.

Ideofonia - (do gr. ideos - idéia + phonos - som). Percepção paranormal de sons.

Ideografia - (do gr. ideos - idéia + graphein - escrita). Escrita paranormal.

Ideograma - (do gr. ideos - idéia + gramma - traço). Símbolos ou sinais com determinada significação. No caso paranormal, os que são ditados por processos mediúnicos.

Ideologia - (do gr. ideos - idéia + logos - tratado). Sistema central predominante em um corpo de doutrina que visa a fins e estuda métodos para alcançá-los.

Ideomorfia - (do gr. ideos - idéia + morphos - forma). Aspecto transcendental ou forma espirítica de coisas e objetos.

Ideoplastia - (do gr. ideos - idéia + plastos - molde). Modelagem material pelo pensamento.

Ideoscopia - (do gr. ideos - idéia + skopein - exame). Leitura paranormal de pensamentos.

Idiolatria
- (do gr. idios - próprio - lathreia - adoração). Auto adoração.

Idiossincrasia - (do gr. idios - peculiar + synkrasía - ao mesmo tempo). Reação do temperamento de cada um às ações de agentes externos.

Idiostesia - (do gr. idios - peculiar + aisthésis - sensibilidade ). Comando dos sentidos próprios que possui. Faz parte do autodomínio de cada um.

Idólatra - (do gr. eidolón - imagem + lathros - adoração). Adorador de ídolos.

Idolatria - (de idólatra + suf.). Adoração de ídolos. Para o Cristianismo representa o ato de render homenagem ao poder soberano e cultuar Deus.

Idista - (de ido). Saudosista. Por vezes, de caráter parapsíquico: quando se refere à sensação de outras vidas pretéritas.

Ifá - (do nagô) - Orixá que comanda a buzomancia (caurim) e inspira o médium que o joga.

Imanência - (de imanente). Qualidade do que é e existe em um dado objeto que não pode se separar dele. O "espírito da coisa".

Imanente - (do latim: immane - ligado + entis - ser). 1. Aquilo que é inerente a um ser ou coisa, sem qualquer influência externa. 2. Para determinados espiritualistas, aquilo que vem com o espírito encarnante; seus predicados, defeitos e virtudes.

Imunidades físicas - Propriedades adquiridas durante o transe nas quais o organismo adquire uma resistência anormal, adquirindo invulnerabilidades a agentes externos capazes de ferir o sensitivo em outras circunstâncias.
Incombustibilidade paranormal - Predicado que permite à pessoa passar pela labareda sem se queimar.

Inconsciência - Estado dito do inconsciente.

Inconsciente - (prefixo in - não + consciente). Memória recôndita do passado distante. Arquivo dos registros de todas as existências, para o reencarnacionista.

Inferno - (do latim: avernus). Estado d'alma de agitação a que é levado o Espírito voltado para a prática do mal, empedernido e sem sentimentos. Local, segundo o Cristianismo, para onde vão as almas penadas que renegaram os princípios religiosos. Pela concepção de Dante Alghieri, lugar administrado por Satanás, onde ferve uma caldeira eterna, de chamas e suplícios.

Intelecton
- (de intelecto). Quantum espiritual correspondente à nossa percepção. (Teoria Corpuscular do Espírito - H.G.Andrade)

Inteligência - (do latim: intelligentia). Faculdade de aprender as coisas; ao lado do raciocínio, define a capacidade de discernir e concatenar as idéias e estão intimamente ligados ao conhecimento.

Interpenetração de objetos - É também conhecido como transporte à distância; consiste em levar um objeto para o interior de uma sala fechada ou colocá-lo dentre de um recipiente hermético. A teoria mais compatível com a física é a da aceleração do tempo, fazendo com que o objeto chegue antes do outro no local em que ocorrerá o fenômeno. Quando o outro chegar ele já estará aí.

Introscopia - o mesmo que aloscopia.

Invulnerabilidade - No caso psíquico, fenômeno em que o sensitivo, durante o transe anímico apresenta uma resistência anormal a agentes externos capazes de feri-lo em condições normais.

Ioga - (do sânscrito - yóga). Sistema ortodoxo de filosofia prática fundamentada, segundo a tradição, por
Patanjali e que consiste no perfeito estado contemplativo pela imobilidade absoluto para se chegar ao êxtase e às práticas ascéticas. Cf. Iôga - ginástica correlata. A ioga é uma Escola ortodoxa darsana.
(J)

Jetatura - (italianismo). Mau olhado, quebranto.

Jogo de búzios - Ritual mediúnico de adivinhações em que se usam os búzios, pequenas conchas apropriadas jogados em uma peneira. A posição em que eles caem inspiram o médium.

Jucundidade - (do latim: jucundidatis - alegria). Estado de euforia. É psicológico.

(K)

Kardecismo - (neologismo, de Kardec). Doutrina ditada pelos Espíritos desencarnados e codificada por Allan Kardec, contida em cinco livros básicos e tendo como principal fundamento a reencarnação e a intercomunicabilidade com o domínio espiritual. Espiritismo.

Kardequiano - Referente a Kardec.

Kirliangrafia - Técnica fotográfica aperfeiçoada por Kirlian, que permite obter imagens das radiações bioenergéticas ou orgânicas, ditas "efeito corona biológico" e estudá-las pelas variações que sofre em decorrência do estado psíquico da pessoa.

KP - Das letras gregas ky (kapa-psi). Abreviatura de cinetopsíquico, movimento provocado pela mente.
Krishna - (do sânscrito). O guia do planeta Terra, o responsável pela sua evolução. Representa o Cristo na Santíssima Trindade e faz parte da trilogia do Trimurti hindu.
(L)

Laço fluídico - Designação errônea dos vínculos que prendem o perispírito ao corpo somático.

Leitura do pensamento - É um fenômeno que permite ao percipiente alcançar o pensamento de outrém.

Lembrança remota - Consiste em se lembrar de coisas e fatos ocorridos em vidas passadas. Também dita lembrança pretérita.

Letargia - (do gr. lethargia - desatenção). Perda momentânea das sensibilidades e dos movimentos, com diminuição dos batimentos cardíacos e da respiração, dando aparência de morte.

Levitação - (do latim: levitas - a lisura). Estado de êxtase de um paranormal; vulgarizou-se como soerguimento do solo do sensitivo ou de um objeto sob ação da vontade do sensitivo. É também conhecido como alavanca psíquica. A levitação pode ser causada pelo processo mediúnico (ver alavanca parapsíquica).

Liame perispiritual - Laço que vincula a parte do espírito não encarnada ao corpo somático.

Licantropia - (do gr. lykos - lobo + ânthropos - homem = suf. ia). Vulgar lobisomem, forma de politropismo etérico em que a Entidade se apresenta com aparência de lobo.

Linfa - (do latim: lympha). Humor aquoso sangüíneo que contém o plasma essencial na composição do ectoplasma.

Logos - (do gr. logos - discurso). Conceito de Heráclito definindo o princípio supremo de unificação, tendo em si a harmonia que rege o Universo. Para Platão, este era um princípio de ordem, medianeiro entre o mundo sensível e o inteligível.

Loucura - (de louco). Doença mental de qualquer natureza.

Lucidez - (do latim: lucis + suf.). Qualidade do que é lúcido. É também a denominação dada ao fenômeno de criptestesia.

Lúcifer - (do latim: portador da luz). Segundo a mitologia romana, era o Espírito que carregava o archote para Deus. Tendo se rebelado contra o Criador, foi banido para o Averno, onde se tornou na figura de satanás. Entidade espiritual que se apresenta sob tal aspecto.
(M)

Macrocosmo - (do gr. makros - grande + kosmos - mundo). O mundo maior. O Universo que se contrapõe ao microcosmo na doutrina do ser (ontologia).

Macroestesia - (do gr. makros - grande + ainthésis - sensibilidade). Sensação alterada dos sentidos que dá a impressão de que tudo seja maior. É um distúrbio dos sensórios.

Macumba - Palavra de origem africana que designa o trabalho mediúnico desenvolvido sob uma árvore chamada macumbé. Também conhecido como culto de terreiro, envolvendo uma série de práticas, rituais e adorações que variam em função de grupos.

Magnético - (de magnetita, pedra dita imã natural - no gr. magnés - afetuoso). 1. Diz-se do campo ou do que goze das propriedades de um imã. 2. Capaz de atrair.

Magnetismo - (de magneto - imã ). 1. Tudo o que guarde a propriedade imântica de atração e afinidade. 2. Estudo relativo a este fenômeno.

Magnetismo animal - Nome dado por Franz Mesmer às emissões quânticas de bioenergia emitidas por um sensitivo passista. Termo obsoleto, porém, usado pelos saudosistas.

Magnetizador - Aquele ou aquilo que tenha o dom ou a propriedade de magnetizar.

Magnetografia - Foto capaz de mostrar as radiações magnéticas de qualquer corpo.

Mancias - (do gr. manthéia - adivinhação). Praticas diversas de caráter mediúnico que consiste em se concentrar sobre uma referência a fim de desvendar acontecimentos, antever ou descrever a sorte dos consulentes.
Manias - (do gr. mania). Estado de excitação psíquica que desencadeia uma série de impulsos instintivos e afetivos cujo costume não é o normal.

Manifestação - (do latim: manifestare). Ato ou efeito de um espírito demonstrar sua presença.

Manipanso - (africanismo). Ídolo de fetiche.

Materialismo - (de matéria + sufixo). Doutrina que não aceita a existência da alma e que julga que a vida é pura conseqüência das reações celulares orgânicas. Sofreu um duro golpe quando Einstein provou que a matéria, como energia condensada, é um efeito e, como tal, não pode ser causa de nada. A matéria, por si, depende de um agente capaz de estruturá-la.

Materialização - (de matéria + suf.). 1. Ato de tomar forma dita material, palpável ou visível. 2. Corporificação de um desencarnado. 3. Aparição ectoplásmica.

Medianímico - (galicismo). Que é próprio dos médiuns.

Médium - (do latim: médium - meio). Pessoa dotada da capacidade de servir de intermediária dos fenômenos de origem espirítica, ou seja, produzidos por desencarnados. Paranormal que tem a capacidade de se comunicar com o domínio espiritual. Os médiuns são classificados segundo seus dotes.

Mediunato - (galicismo). Segundo Allan Kardec, missão mediúnica de determinadas pessoas.

Mediúnico - (de médium + suf.). Relativo ou correlato com a mediunidade.

Mediunidade - (de médium + suf.). A capacidade de um paranormal de se comunicar com os desencarnados. Dom ou dote específico dos médiuns.

Mediunidade personalística - Aquela em que o desencarnado se manifesta demonstrando sua personalidade, também dita mediunidade intelectiva.

Mediunidade ectoplásmica
(de efeitos físicos) - É aquela em que o médium se presta para dele se servirem os Espíritos e realizarem trabalhos de materialização e de ectoplasmia em geral.

Mediunismo - Termo empregado por Alexej Akzacof para definir a mediunidade.

Mediunizar - (galicismo). Entrar em transe mediúnico.

Mefistófeles - Personagem criado por Gœthe, para representar as forças satânicas, na sua obra "O Doutor Fausto". É o homem que nega.

Memória - (do latim: memoria). Faculdade de conservar as idéias e os conhecimentos adquiridos.

Memória ancestral - É o mesmo que criptomnésia.

Memorização preagônica - É um fenômeno através do qual, no ato do trespasse, o desencarnante vê todas as cenas por ele vividas naquela existência terrena.

Mensagem - (latim pop. missus - remessa).Denominação comum dada às comunicações mediúnicas, geralmente escritas (psicografia) ou faladas (psicofonia).

Mentalton - Quantum espiritual correspondente à percepção, como propriedade de sentir e registrar as influências externas. (Teoria Corpuscular do Espírito - H.G.Andrade)

Mesa girante - Mesa tripé comumente usada para receber comunicações mediúnicas de Entidades que a usam por batidas a fim de marcar as letras com as quais escrevem palavras e frases.

Mesmeriano - Referente a Franz Mesmer e seus estudos correlatos com as emissões quânticas de bioenergia pelos sensitivos passistas.

Metabiose - (do gr. meta - além + bios - vida + suf.). Formação de organismos vivos sob ação paranormal.
Consiste, principalmente, em fazer vegetais crescerem de forma anômala e rápida.

Metaetérico (metetérico) - Estudo do Além, do infinito dito oculto, enfim, do Universo transcendente.

Metafísica - (do gr. meta - além + physica - física). Parte componente da Filosofia que estuda o conhecimento das causas primárias e os seus princípios fundamentais. Teve origem com Aristóteles, abordando a teoria geral do abstrato e é dita a ciência do absoluto. A metafísica, através dos tempos, sofreu enorme mudança de posições, incluindo novos capítulos e se reformulando. Para seu conhecimento, requer estudo em separado. Ela não se preocupa nem se envolve com os fenômenos paranormais, ignorando-os.

Metafonia - (do gr. meta - além + phonos - fone + suf.). O mesmo que voz direta. Fenômeno em que o desencarnado fala através de aparelhos ou peças capazes de permitirem que ele transmita sua mensagem oral. Termo atribuído a Bret.

Metafotonismo - (do gr. meta - além + phóton - luminosidade + suf.). Aparição ectoplásmica de luz. Fenômeno luminoso mediúnico.

Metagestão - Hibridismo que define o intercâmbio de diálogos entre o Espírito e o encarnado.

Metaglossia - (do gr. meta - além + glossos - fala). É o mesmo que psicofonia. De uso incomum.

Metagnomia - (do gr. meta - além + gnomón - indicador). Segundo Boirac, é a parte que engloba uma série de predicados anímicos e define a capacidade do sensitivo de perceber esses fenômenos com maior desenvoltura dos seus sensórios naturais.

Metagnosia - (do gr. meta + gnose). Clarividência com clariaudiência conjugada.

Metagrafia - É o mesmo que psicografia, embora, com esse termo Bret também definia a "escrita direta" e o ideografia.

Metalactobário - (do gr. meta + allactos - mudança + barós - força, peso). Transferência de peso de objetos e pessoas para outras referências. Definição de Bret.

Metamnésia - (do gr. meta + menésis). Transferência ou busca das lembranças de um repositório universal para a memória dos sensitivos. Hipótese materialista para explicar a percepção do desconhecido.

Metamorfismo - (do gr. meta - além + morphos - forma). É o caso mais geral da mudança de aparência perispiritual de um desencarnado que toma novas formas sob influência de sua vontade. Faz parte do politropismo etérico.

Metassomático - Referente ao metassomatismo.

Metassomatismo - (do gr. meta - além + somathos - corpo, forma). Fenômeno onde as energias terrenas cedidas pelo médium são empregadas para operar transformações no campo perispiritual de desencarnados. O fenômeno é informativo e se diria como sendo uma cirurgia espiritual feita por médicos da Espiritualidade.

Metanoísmo - Definição materialista para explicar a psicofonia que pode ocorrer por auto-sugestão, ou auto-provocação, ou puro, onde até a xenoglossia se esclarece, como sendo atributo estranho de domínio transcendental da mente do sensitivo, no caso.

Metaplasia - (do gr. meta + plasma). Aparição materializada do duplo de um encarnado. Caso específico de desdobramento com aparição estereológica.

Metaporese - (do gr. metaporésis). Ação paranormal sobre a matéria. Fenômeno estudado por Myers, que constatou a mudança de tecido necrosado e outros fenômenos de recuperação celular orgânica dos pacientes.
Metapsicologia - Outra denominação dificilmente usada para definir a Metapsíquica ou a Parapsicologia, como sendo o estudo psicológico dito transcendental.

Metapsicose - (do gr. meta + psicose). Distúrbios psicóticos causados sob influência de ação paranormal.
Metapsiquia (metapsiquismo) - Estudo da Metapsíquica.

Metapsíquica - (do gr. meta - além + psikê - alma + suf.). Ciência estabelecida e estruturada por Charles Richet, destinada a estudar os fenômenos que transcendiam à Psicologia e que fugiam ao domínio físico da ciência dita materialista. Sobre este assunto, seu autor escreveu um tratado que, até a 15ª edição sofreu várias modificações. Inicialmente, de cunho materialista, admitia que todo fenômeno procedia do poder psíquico do seu sujet, ou seja, daquele que tinha essa capacidade. Assim, classificou os fenômenos ditos metapsíquicos em dois grupos, os objetivos, onde a ação se fazia sentir sobre objetos, como levitação, transportes, etc., e subjetivos, os que não atuavam nos ditos objetos, como telepatia, desprendimento e outros.
Posteriormente, estudando os fenômenos ditos espiríticos, reformulou seu ponto de vista e passou a admitir os mediúnicos, preocupando-se sobremodo com os ectoplásmicos. Numa conferência de despedida da cátedra da Universidade de Sorbone, ele se declarou simpatizante da doutrina espírita, o que foi o suficiente para que seus seguidores laicos abominasse seu trabalho e, sob influência da escola metapsiquista alemã, propusessem a substituição da Metapsíquica, para eles comprometida com uma doutrina religiosa, pela Parapsicologia.
Para melhor conhecimento do assunto, recomenda-se a leitura do Traité de Metapsichique.
Metarradioterapia - Neologismo híbrido aqui proposto para substituir o termo fluidoterapia, considerado errôneo, a partir do conceito que se tem de fluido. Como tal, tratamento através de radiações (ditas mesmerianas) de energias psíquicas.

Metassoma - (do gr. meta - além + soma - corpo). O mesmo que perispírito, ou seja, corpo transcendental. Termo adotado pela Escola russa de Parapsicologia.

Metassomático - (de metassoma). Relativo ao perispírito.

Metástase - (do grego metastasis - transferência). No caso parapsíquico, é o fenômeno de transferência de processos mórbidos através de radiações mediúnicas ou mesmerianas.

Metátese paranormal - (do gr. metáthesis - transposição). Fenômeno que consiste em um médium ou sensitivo estar num determinado lugar e no instante seguinte aparecer em outro sem que, para isso, houvesse se deslocado, independente de distâncias.

Metatoscopia - (do gr. metatos - dobra facial + sckópein - exame). Análise da personalidade de uma pessoa por intermédio das rugas do rosto.

Metempsicose - (do gr. meta - além + en - em + psikê - alma + suf.). Transmigração das almas de um corpo para outro inferior. Doutrina reencarnacionista pela qual um Espírito pode nascer em um corpo de espécie animal inferior em decorrência de seu comportamento na última encarnação. Esta doutrina é negada pelos evolucionistas que não aceitam o processo involutivo e só admitem que o Espírito se conserve sempre no mesmo patamar se não evolver.

Metensomatose - O mesmo que reencarnação. Termo sem uso prático.

Meteorognosia - Segundo Bret, conhecimento dos fenômenos metereológicos por predicados paranormais. Termo de nenhum uso.

Metergia - (neologismo de Bret). Ação ou exteriorização supranormal variada e complexa que produz corporificações, movimentos de objetos à distância, como ainda, ações no médium ou em outros seres vivos. Compreende a Metideogenia (Ideoplastia), a Metacinesia (movimento de objetos) e a Metabiose (já definida).

Metestesia - (do gr. meta - além + aisthésis - sensação). Outro nome da criptestesia, sem uso.

Metéter - A telepatia, segundo Myers.

Metideogenia - Termo proposto por Bret, sem nenhuma finalidade, para definir a ectoplasmia.

Metideoplasia - Termo proposto por Bret para definir a Ideoplasia. Inusual.

Miasma - (do gr. miasma). Emanação melífica com influência deletéria sobre as pessoas. As orgânicas provêm de substâncias biológicas deterioradas. As psíquicas são atribuídas a efeitos ectoplásmicos elaborados por Entidades maléficas com o fito de prejudicarem encarnados.

Milagre - (do latim: miraculum - admirar). Acontecimento considerado sobrenatural, contrário às leis da natureza. É atribuído a um Ente superdotado com poderes superiores e estranhos ao domínio comum dos demais. Efeito onde a causa escapa à razão, ditos milagres da natureza. Algo maravilhoso em seu gênero.

Mimetização psíquica - Neologismo registrado por João Teixeira de Paula, em lugar de "mimetismo grafológico", que define a faculdade mediúnica de transmitir mensagens com a letra que comunicante desencarnado tinha em vida terrena, assinatura idêntica e reproduções de fotos materializadas com a mesma fisionomia.

Misoneísmo - (do gr. misein - odiar + neos - novo + ismo). Aversão a tudo o que seja novo. No caso, aversão aos fenômenos paranormais. Não aceitação do fenômeno em si.

Misoneísta - Inimigo de inovações. No caso, dos estudos paranormais.

Mística - (de místico). Diz-se do estudo das coisas divinas ou espirituais sob o prisma religioso.

Misticismo - (de místico). Doutrina filosófico-religiosa que acredita em poderes sobrenaturais atuantes e que todo conhecimento emana de Deus.

Místico - (do gr. mystikós - secreto). Aquilo que pertence a ritos secretos.

Mistificação - Fraude ou realização enganosa de fenômenos que não sejam reais, com o fito de enganar aos demais.

Mnemônico - (do gr. mnemônikos - da memória). Diz-se de um grupo de fenômenos ligados à memória, em geral, e às lembranças em particular.

MOB - (forma abreviada de Modelo Organizador Biológico). Segundo os conceitos de Hernani G. Andrade, corresponderia aos agentes estruturadores biológicos, ou seja, dos componentes que correlatos com os reinos biológicos.

Moldagens - (do latim: módulus + suf.). Confecção de moldes a partir de processos mediúnicos onde o modelo é um desencarnado que cria a peça inteiriça, como a técnica mecânica não permitiria.

Mônada - (do gr. monas + ádis - a unidade). Concepção de Leibnz para definir a expressão mais simples da composição dos seres e das coisas na formação do Universo. Na Teoria Corpuscular do Espírito, de H.G.Andrade, ela seria constituída de um núcleo formado por um mônaton e camadas orbitais onde gravitariam os bions.
Mônaton - Núcleo psicoatômico correspondente ao próton material, formado de um mentalton e um intelecton, com capacidade de criar um campo psicopositivo. (Teoria Corpuscular do Espírito de H.G.Andrade).

Monições - (do latim: monitionis - advertência). Revelações de fatos, de um modo geral, por processos paranormais.

Monoideísmo - (do gr. mono - único + ideia + ismo). Depressão psíquica, por vezes obsessiva, com idéia fixa.
Morbidez - (de mórbido). Estado do que é mórbido.

Mórbido - (do latim: mórbidus). Relativo à enfermidade sujeição a depressões psíquicas e que leva o paciente a um estado patológico de languidez e frouxidão.

Morte - (do latim: mors). Conceito correlato com o trespasse ou final de vida terrena. Para os materialistas, o fim da existência, para os espiritualistas, momento em que o espírito se separa do corpo, deixando-o em estado cadavérico.

Mundo invisível - O mesmo que Além túmulo, mundo espiritual, mundo astral, mundo parapsíquico. Domínio de existência da vida espiritual ou dos agentes estruturadores cósmicos.

Música transcendental - Também dita metacromatia, refere-se aos sons advindos da Espiritualidade através dos mecanismos mediúnicos de cada um. Pode ser individual, quando só o médium escuta, ou coletiva, num caso de fenômeno ectoplásmico.
(N)

Narcisismo - (de Narciso - mitologia grega). Narciso personagem lendário, filho do rio Cefise e da ninfa Liríope, apaixonou-se por sua imagem refletida na água do lago. O narcisismo representa a auto idolatria.

Narcose - (do gr. narkósis - sono). Sono provocado por drogas ou anestésicos que leva o paciente a um estado de diminuição dos reflexos.

Narcótico - Substância capaz de produzir narcose em quem o ingira.

Necrodulia - (do gr. nékros - morte + douleia - culto). Ritual dedicado aos mortos, ou seja, àqueles que desencarnaram e a quem se deva tributos de respeito e admiração. Prática de origem chinesa introduzida no ocidente.

Necrofilia - (do gr. nékros - morte + filos - apreciador, amante). Desejo sexual mórbido por cadáveres. É um caso de doença psíquica.

Necrofobia - Aversão a cadáveres.

Necrofonia - (do gr. nékros - morte + phonos - som). Termo sofisticado para definir o fenômeno de voz direta.

Necrolatria - (do gr. nékros - morte + lateria - adoração). Culto ou adoração aos mortos.

Necromancia - Arte da adivinhação por invocação de mortos. Esconjuro.

Necromante - Aquele que pratica a necromancia.

Necromântico - Referente à necromancia.

Nefelibata - (do gr. nephele - nuvem + bates - que anda). Pessoa que vive no "mundo da lua". Próprio de quem vive nas nuvens. Excêntrico. Não chega a ser um caso psicopatológico.

Neo-Espiritualismo - Termo usado em países da língua inglesa para definir com mais precisão o Espiritismo.

Neo-platonismo - Corrente doutrinária que teve origem com Ammonius Saccas de Alexandria e tinha por meta seguir os preceitos de Platão, conjugando-os com os conceitos místicos dos primeiros cristãos. Sua principal característica era o transcendentalismo do Criador, do qual emanaram os fundamentos do mundo e para o qual retornaria em decorrência da interiorização do homem. Nele, provavelmente, baseou-se Paracelsus para instituir seus princípios teosóficos.

Negativismo - Também conhecido como niilismo, doutrina da negação, filosofia tida como criadora de sérios problemas psicológicos na destruição de princípios.

Neoplasma - Termo usado por Morseli para definir as substanciações psíquicas.

Neurose - (do gr. neûron - nervo + suf.). Abalo do sistema nervoso sem lesão orgânica aparente, com perturbações psíquicas das quais o indivíduo é consciente, tais como as agitações e angústias. São adquiridas por impactos emocionais.

Noctâmbulo - (do latim: nocte - noite + ambulare - andar). O mesmo que sonâmbulo.
(O)

Obé - (do Iorubá-nagô). Faca ou instrumento de sacrifício nos trabalhos de imolação em cultos afro-transcendentais dos ibejis (orixás gêmeos).

Óbito - (do latim: óbitus - chega súbita). Morte, desencarne, trespasse.

Oblata - (do latim: oblatum - donativo). Oferenda a Deus. Oferta a santos e, por extensão, trabalhos dedicados a Entidades desencarnadas tidas como santas.

Obnubilação - (do latim: ob - por + nubilum - nuvem + suf.). Perturbação da consciência que se caracteriza pelo escurecimento das idéias ou lentidão no pensamento.

Obradório - (de oblata). Oferta que a família faz após uma semana de morte do parente, com uma cesta cheia de alimentos e que serviu de inspiração ao ofertório de macumba.

Obsedado - Termo improcedente, porque não existe o verbo obsedar, para definir o obsidiado.

Obsessão - (do latim: obsessionis - o cerco). Idéia fixa. Impertinência excessiva. Idéia de perseguição.
Perturbação provocada por agentes externos.

Obsessão psíquica - Caso em que a pessoa tem pensamentos e idéias que as perseguem. Podem ser instintivas ou provocadas.

Obsessão espiritual - Também dita obsidiação, é causada por uma Entidade espiritual. Segundo Allan Kardec, classificam-se em quatro grupos que se seguem.

Obsessão simples - Diz-se da mais elementar forma de obsidiação em que o Espírito se intromete no campo de ação do médium, influindo-o psiquicamente e provocando perturbações. O desejo do obsessor é o de que o médium só se deixe envolver por ele.

Obsessão física - Obsidiação em que o espírito usa de recursos físicos e fenômenos como ruídos que perturbem o médium sempre com o fito de chamar-lhe a atenção para sua mediunidade.

Obsessão por fascinação - É o pior dos tipos de obsidiação e mais perigoso de todos, pois o obsidiante se aproveita do grande grau de vaidade do médium, induzindo-lhe idéias de grandeza que o fascine e façam-no se ter como o maior e mais sábio de todos. O médium se deixa envolver por causa de seu fraco caráter e desejo de que, de fato, seja verdade aquilo que lhe seja dito pelo fascinador.

Obsessão por subjugação - É vulgarmente chamada de possessão e o médium dominado por ela é dito possesso. Trata-se do caso mais profundo de obsidiação, pois o médium fica inteiramente envolvido pelas radiações espirituais da Entidade ou Entidades que o cerquem. A subjugação só não chega a ser total porque o Espírito não consegue obrigar o atuado a romper os liames da sua moral (caso idêntico na hipnose), ou seja, não é capaz de levar a pessoa a cometer atos que seus princípios não permitam. Tudo indica que a reação do inconsciente da vítima bloqueia a ação de tais atos.
Este processo pode ser meramente moral, quando o Espírito leva o atuado a tomar resoluções que o comprometam moralmente, com fito desmoralizante, a fim de que a sociedade o tenha como mentecapto; pode, ainda, ser corporal, quando atua sobre o organismo, definhando-o, fazendo praticar gestos e movimentos involuntários estranhos, enfim, adequando a dependência meramente ao funcionamento do corpo.

Obsessivo - Que causa obsessão.

Obsessor ou obsidiador - Espírito que perturba um encarnado, por qualquer motivo.

Obsidiação - (de obsidiar). Termo escorreito para definir o processo pelo qual as Entidades espirituais, em decorrência dos mais diversos e variados motivos, atuam sobre o médium interferindo diretamente em sua vontade. O mesmo que obsessão espiritual.

Obsidiado - (do latim: obsidiare). Aquele que sofre a ação de um obsessor

Obsidiante - (de obsidiar). O mesmo que obsessivo.

Ocultismo - Ramo da Teosofia que une os princípios desta doutrina com o orientalismo dito transcendental; doutrina fundamentada pela senhora Hélena Petrovna Blavatsky.

Od - (neologismo criado pelo Barão von Reichenbach). Força pressupostamente existente ou difundida pela natureza produzindo fenômenos tais como os hipnóticos, os mesmerianos, etc.

OEM - Forma abreviada de Ondas Eletromagnéticas, compreendendo desde as de telegrafia, passando pelas hertzianas, pelas luminosas, pelas catódicas, até as cósmicas. Entre estas duas últimas foi detectada a presença de uma emissão telepática pelos astrônomos ingleses.

Oligofrenia - Déficit intelectivo. Estado mórbido que se caracteriza pelo retardo do desenvolvimento mental. Aquele que não adquiriu esse desenvolvimento. Conforme o grau, ela pode ser leve, moderada, severa ou profunda, segundo o grau de QI.

Ondas - (do latim: unda). Forma de propagação de uma energia semelhante ao movimento superficial das águas, principalmente as do mar sob ação do vento. As energias psíquicas também obedecem ao mesmo processo físico.

Ondas mentais - Emissão quântica das vibrações do pensamento.

Onírico - (do gr. oneiros - sonho). Relativo aos sonhos.

Oniromancia - Técnica ou processo de interpretação dos sonhos e seus significados.

Onisciência psíquica - Conhecimento atribuído a poderes psíquicos capazes de desvendar o repositório de conhecimentos universais.

Ontologia - (do gr. ontos - o que é + logos - estudo). Dita ciência do ser, em geral, é um dos capítulos da Metafísica.

Ontológico - Relativo à Ontologia.
(P)
Paciente - (do latim: patiente). Aquele que se submete às experiências ou é portador de predicados para serem apreciados.

Palingênese - (do gr. palin - nova + genesis - geração). Doutrina grega correspondente à reencarnação, ou seja, o retorno à vida.

Palingenesia - (galicismo). O mesmo que palingênese.

Palingenésico - Relativo à palingênese.

Panesia - (do gr. pan - tudo + suf. esis). Denominação de Myers para a criptomnésia.

Panestesia - (do gr. pan - tudo + aisthesis - sensibilidade). O mesmo que lucidez.

Pantomnésia - (do gr. panto - tudo + mnésis - lembrança). Estudado por Richet, que a definiu como panesia, representa a lembrança inconsciente de coisas aprendidas no passado remoto.

Paracinesia - (prefixo lat. per ad - em torno + do gr. knésis - movimento). Movimento paranormal de objetos, ou seja, provocado por desencarnados ou pelo poder de um sensitivo.

Parafrenia - (do latim: per ad - em torno + frenos - freio). Estado com delírio crônico que apresenta diversas formas. Possui caráter extravagante.

Parafrênico - Portador de parafrenia.

Paragnosia - (pref. lat. per ad - em torno + do gr. gnósis - conhecimento). Termo proposto para substituir e definir os fenômenos subjetivos da Metapsíquica ou psi gama da Parapsicologia.

Paraíso - (do latim: paradisus). Local, segundo os cristãos, para onde vão as almas puras. Região habitada por Deus e pelos seres divinos, como arcanjos, anjos e querubins.

Paramnésia - (do latim: per ad + do gr. mnésis - lembrança). Ocorre quando o paciente confunde as lembranças que permanecem latentes no subconsciente com as do inconsciente remoto.

Paranoia - (do latim: per ad - em torno + do gr. nous - memória). Um dos estados paranóides complexo onde o paciente possui delírios sistematizados.

Paranóico - Portador de paranóia.

Paranóide - Pessoa com estado paranóide.

Paranormal - Dicionaristicamente tido como fato inexplicável pelos métodos científicos, com os novos estudos correlatos com os fenômenos psíquicos, passou a denominar as ocorrências que se relacionam com o campo fenomênico anímico ou com o domínio espirítico. São consideradas palavras sinônimas: abnormal, hipernormal, metapsíquico, parapsicológico, sobrenatural, supranormal e outras mais.

Parapsicologia - (de para - em torno + psikê - alma + logos - estudo). Termo criado por Max Dessoir em 1889, para definir dos estudos de Émile Boirac sobre Une Psicologie Inconnu e proposto pela Escola Matapsiquista alemã, através de Thouless e Wiesner para substituírem o proposto por Charles Richet quando este foi considerado comprometido com o Espiritismo e os espíritas da época passaram a considerar a Metapsíquica como sendo a parte científica da sua doutrina. A troca de nomenclaturas foi oficializada no Congresso Internacional realizado em Utrecht (1953) e os fenômenos considerados objetivos passaram a se chamar yk (psi-kapa) ou psicocinéticos, enquanto que os subjetivos tornaram-se yg (psi-gama) e mais tarde, vieram a ser ditos percepções extra sensoriais, ou, simplesmente ESP (abreviatura do inglês). Os EUA estiveram representados por Joseph Banks Rhine, na época, professor da Ducke University, que levou a idéia para seu país e lá passou a ser considerado como o pai da Parapsicologia sem o ser. Os fenômenos psi-gama também são ditos mentais e os psi-kapa físicos. Mais tarde, com a descoberta de que também existiam fenômenos produzidos por desencarnados, seus pesquisadores deram a eles o nome de yq (psi-théta), como todos sabem, psi do termo psikê (alma) e théta de thanatus - morto -, com o que a nomenclatura passou a ter duplicidade de definição, porque também os desencarnados são capazes de produzir efeitos físicos e fenômenos personalísticos (os mentais).
A Parapsicologia esteve muito em voga, contudo, com as descobertas no campo físico da existência de um outro domínio - possivelmente o espiritual - de agentes estruturadores, os estudos parapsicológicos passaram a ficar altamente comprometidos, motivo por que carecem de uma reestruturação total.
Parapsicologia animal - Termo registrado por João Teixeira de Paula para definir a ocorrência de fenômenos paranormais com animais.

Parapsicólogo
- Aquele que se dedica à Parapsicologia e a seu estudo.

Parapsiquia - Outro nome dado à Metasíquica.

Parestesia - (híbrido de per ad - em torno + aisthéis - sensibilidade). O mesmo que transposição de sentidos, ou seja, sensação de um sentido percebido por outro, como o de ver pelas pontas do dedo, ouvir pela boca, etc.
Parlante - (galicismo). O mesmo que falante. Diz-se do psicofônico.

Paropsia - (de per ad +do gr. opsis - visão). Mediunidade de vidência.

Passe - (de passar). No sentido literal, significa transferência; no que tange à fenomenologia paranormal, refere-se à imposição das mãos por um sensitivo ou por um médium com o fito de transferir energias psíquicas ou parapsíquicas, quânticas, para um paciente.

Passe magnético - Também dito mesmeriano por ter sido inicialmente estudado por Franz Mesmer que percebeu que tinha o poder de radiar seus pulsos bioenergéticos para os pacientes, logrando efeitos terapêuticos sobre os mesmos.

Passe mediúnico - É a radiação em que haja interferência de uma Entidade espiritual atuante.

Pêndulo radiestésico - Inicialmente, os radiestesistas usavam pedras, medalhas ou pesos pendurados em correntes ou cordões para analisar as radiações bioenergéticas do paciente. Posteriormente, foi verificado que não só seres vivos como também objetos possuíam tais radiações. Com isso, foi comercializada uma peça de aço, específica, com dispositivos que permitam sua oscilação pendular e que podem ser manipuladas pelo sensitivo com maior desenvoltura. O movimento pendular indica a orientação das radiações que são captadas e devidamente interpretadas.

Pensamento - (do latim: pensare + suf.). Ato de pensar ou ponderar. É uma análise do raciocínio e, como tal, um fenômeno psicológico inteligente.

Percepção do desconhecido - São fenômenos anímicos inconscientes onde o percipiente toma conhecimento de fatos e coisas que aparentemente lhe sejam estranhas e que podem ocorrer em estado de vigília ou em transe como o hipnótico e o sono. São os casos de regressão da memória, ou através de desprendimentos, bilocação, incluindo os casos de automatismo psicológico.

Percepção Extra-sensorial - O mesmo que fenômeno psi-gama ou fenômeno psicológico mental. É aquele em que os sensórios humanos captam radiações que estão fora da freqüência normal de sua gama de ação, envolvendo uma série de ocorrências que não envolvem atuação sobre objetos. É diversificante, em função de cada autor, sua classificação.

Percepção psíquica - Há uma série inespecífica de fenômenos psicométricos já observados, contudo, que ainda carecem de melhores e maiores estudos para sua análise a fim de serem definidos. Por vezes, confundem-se com a criptestesia. Fica, apenas, o registro.

Percipiente - (do latim: percipiens - perceber). Sensitivo dito paranormal capaz de perceber radiações e captar sensibilidades fora do seu sistema sensorial.

Perispírito - (do latim: peri - em torno + spiritus). Deve-se esta nomenclatura a Allan Kardec. Campo envolvente do espírito, também chamado de psicossoma e estudado por Hernani G. Andrade como sendo o MOB - modelo organizador biológico. À falta de maiores condições de pesquisa, são inúmeras as hipóteses a respeito de sua formação ou constituição. Segundo informes mediúnicos, ele é o responsável pela estruturação orgânica ou somática do corpo em que vá se encarnar. Traz consigo as vibrações inerentes a essa estruturação e provavelmente funciona como o campo de um imã sobre as limalhas de ferro e níquel, juntando-as segundo suas linhas de força, ou fluxo estrutural.
Atualmente, com a idéia do agente estruturador, ou seja, o agente responsável pela atuação sobre a energia cósmica em expansão para lhe dar forma, o perispírito passa a ter uma consistência maior de aceitação e supõe-se que ele seja o campo quântico de energias psíquicas do espírito postas em jogo no processo encarnatório. A ciência o olha com precaução.

Personalidade - Característica individual de cada criatura. É um atributo puramente psíquico.

Perturbação psíquica - Estado de transtorno emocional ou mental provocando perplexidade, hesitação, embaraço e confusão sentimental.

Perturbação espiritual - Segundo Kardec, estado em que certos desencarnados se encontram que não permite que eles entendam sua situação.

Pictografia - Dita mediunidade pictográfica, ou seja, aquela em que o médium adquire a capacidade pictórica, ou seja, de pintar quadros sob influência espiritual.

Pira - (do gr. pyra - fogueira). Local onde se cremavam cadáveres. Crisol.

Pirobatia ou pirovassia - O mesmo que incombustibilidade. Não é termo usual e conhecido.

Piromancia - (do gr. pyros - fogo + manthéia - adivinhação). Adivinhação pela concentração tendo uma chama ou labareda como referência.

Plasma - (do gr. plasma - formação). Linfa sangüínea, glóbulos do sangue. Em Física define o quarto estado físico da energia, em estudo, entre a matéria e as radiações quânticas, podendo ser o elo de ligação entre os agentes estruturadores externos ao Universo e as formas estruturadas por eles a partir da energia cósmica..
Plásmico - Relativo ao plasma.

Pluralização ectoplásmica - Segundo C. de Vesme, é a capacidade de duas ou mais aparições se materializarem simultaneamente.

Pluriplosia - O mesmo que pluralização ectoplásmica.

Polimorfismo - (do gr. poli - vários + morphos - forma + suf. ismo). Variedade de formas na manifestação mediúnica.

Polinoísmo - Manifestação conjunta, segundo Bret.

Polipsiquismo - Variedade de reações psíquicas na apresentação do fenômeno.

Politropismo etérico- É a transformação perispiritual de certas Entidades, sob influência de sua imaginação, adquirindo formas as mais diversas, como no caso da licantropia e outros.

Poltergeist - (palavra alemã: espírito batedor). Fenômeno também conhecido como assombração provocado por Espíritos atrasados

Pos-cognição - Conhecimento dos fatos já ocorridos por processos ditos paranormais.

Pos-engrama personalístico - Alucinação hipnogógica.

Pos-monição - Conhecimento de fatos já ocorridos através de processos puramento psíquicos. É o mesmo que pós-cognição.

Possessão - (do latim: possessionem). É a definição popular da obsidiação por subjugação. É também o processo mediúnico de manifestação de um Espírito inferior que, durante o transe, leva o médium, geralmente inconsciente, a praticar atos sob seu domínio.

Pragmagnosia - (do gr. pragma - negócio + gnose - conhecimento). Termo sugerido por Bret para definir o conhecimento supranormal.

Pragmática - (do gr. pragma - negócio + sufixo). Conjunto de regras e fórmulas para a prática de uma cerimônia ou um culto.

Pragmatismo - (de pragmática). Doutrina segundo a qual a verdade de cada um se prende à idéia individual que se tenha das coisas.

Predestinação - (do latim: prædestinatione). Na Teologia, determinação de Deus na condução dos justos às bem-aventuranças da vida eterna.

Predestinado - (de predestinar). Fadado. Eleito por Deus. Aquele que traz consigo certa missão.

Premonição - Conhecimento antecipado de um fato. Previsão.

Premonitório - Diz-se do fenômeno correlato com a premonição.

PRN - (abrev. inglesa de Prepared Random Numbers). Experiências estatísticas para verificação de ocorrências paranormais, como o uso das cartas Zenner.

Presciência - Também chamada de Metagnomia profética, é o conhecimento antecipado da ocorrência.

Pressentimento - Sensação de que possa ocorrer determinado fato bom ou mau.

Profecia - (do gr. propheteia). Premonição com caráter divinatório.

Promnésia - Revelação através do sonho.

Pronagnosia - Antecipação da leitura de um texto que ainda vai ser escrito.

Prosopopese - (do gr. prosopon - fisionomia + poiese - mudança). Alteração ou mudança que tanto pode ser espontânea como provocada, da personalidade psicológica da pessoa. Há, ainda, a mediúnica, em que essa alteração se dá em decorrência de um processo obsessivo.

Prossemia - É o mesmo que precognição.

Prótilo - Neologismo criado por W. Crookes, por não aceitar o conceito de fluido para definir as radiações oriundas do processo fenomênico ectoplásmico.

Protoplasma psíquico - Expressão usada por Albert De Rochas para definir os elementos psíquicos onde se configurariam as imagens do pensamento e as idéias.

Psi - Letra grega inicial da palavra psikê (alma) que simboliza os fenômenos psíquicos.

Psicagogo - (do gr. psikê - alma + agein - condutor). Evocador de oráculos na Grécia antiga.

Psicalomorfismo - Termo impróprio e impreciso com o qual se define um grupo de fenômenos como a transfiguração e a estigmatização de natureza ectoplásmica.

Psicanálise - (do gr. psikê - alma + analysis - análise). Método e técnica de psicoterapia criado por Sigmund Freud, partindo do pressuposto que não existe alma e que o conceito de espirito encarnante é sugestivo e causado pelos gases internos da pessoa. A psicanálise moderna reformulou vários princípios freudianos, havendo várias correntes distintas.

Psicobiofísica - Neologismo sugerido ou recomendado por Hernani G. Andrade para definir o estudo dos fenômenos paranormais, baseado no fato de que eles envolvem a área psíquica, atuante na parte somática, dita biológica (ou orgânica), dentro do campo físico, principalmente o quântico. Atribui-se sua criação a F. Cazzamali.

Psicobolia - (do gr. psilê - alma + bolie - ação sobre). Influência supranormal subsconsciente, segundo A. Tanagras, que ocorre por causa de uma ação externa que pode ser de teleinesia, por sugestão telepática de natureza parapsíquica.

Psicocinesia - (de psikê - alma + knésis - movimento + suf.). É o mesmo fenômeno psi-kapa em que o sensitivo consegue atuar sobre objetos dando-lhe movimento ou alterando-lhe a forma. Envolve vários tipos.

Psicode - Termo encontrado nas obras de A. Akzacof para definir as radiações energéticas paranormais.

Psicofitóide - (do gr. psikê - alma + phitos - planta + óde - forma). Princípio vital correspondente à alma animal que dá vida aos vegetais.

Psicofonia - Mediunidade na qual o Espírito manifesto fala usando o aparelho fonador do médium, Há casos raríssimos de identificação da voz do manifestante.

Psicografia - Mediunidade pela qual o Espírito manifestante bloqueia os sensores musculares do membro do médium para usar sua mão e com ela escrever mensagens.

Psicografia intuitiva - Uma grande parte dos médiuns psicógrafos escrevem semi mecanicamente, recebendo parte da mensagem por via intuitiva.

Psicometria - (hibridismo de psikê + metrum - medida). Capacidade psíquica que o sensitivo possui de vir a conhecer aquilo que, em sua consciência não esteja registrado. São os casos de Aloscopia, Clarividência, Icnognosia, parestesia e outros.

Psicométrico - Relativo à Psicometria.

Psicômetro - Aparelho sensível às radiações psíquicas de um psicômetra.

Psicomotor - Diz-se dos comandos cerebrais que determinam os movimentos musculares do corpo sujeitos à vontade da pessoa.

Psicone - Segundo Baraduc, a imagem de uma Entidade, projetada sob forma fantasmagórica.

Psicopatia - (do gr. psikê - alma + pathos - sofrimento). Termo obsoleto para definir a sociopatia que é a perversão do caráter.

Psicopatológicos - Denominação dada a uma série de ocorrências consideradas anormais, de origem psicológica, como alucinações, esquizofrenia, fobias, neurose, psicose e outras.

Psicoplasma - Substância artificial obtida a partir dos fenômenos ectoplásmicos. Termo sugerido por Hernani G. Andrade.

Psicoscopia - Uso de aparelhos capases de detectar a presença das radiações psíquicas tanto de um encarnado como a presença de um Espírito.

Psicose - (do gr. psikê - alma + suf. ose - cheio). Doença mental que, como tal, se caracteriza por distúrbio do comportamento ou da personalidade, ou ainda, da sensopercepção. No conceito popular, é o mesmo que loucura. São do tipo: orgânica, não orgânica, esquizofrênica, afetiva, estados paranóides não esquizofrênicos.

Psicose afetiva - Caracteriza-se pela labilidade do humor, com perda do contacto com a realidade. É também dita psicose maníaco depressiva (PMD). Evolve com surtos periódicos. Pode ser maníaco, depressivo ou misto.

Psicose esquizofrênica - É o mesmo que esquizofrenia.

Psicose orgânica - Doença mental causada por uma lesão orgânica. Podem ser causadas pela oligofrenia, epilepsia, traumatismo craniano, etc.

Psicose não orgânica
- São as de causa social ou por motivos pessoais.

Psicostesia - (do gr. psikê - alma + aisthésis - sensibilidade). Sensibilidade paranormal voltada a percepções diversas correlatas com a individualidade psíquica.

Psicozoóide - (do gr. Psikê - alma + zoo - animal + óide - forma). Neologismo criado para definir o princípio vital os alma dos animais primitivos ou de classe inferior, como os invertebrados.

Psicoterapia - Tratamento das psicopatologias.

Psi-gama -

Psi-kapa - Psicocinesia.

Psíquico - Diz-se das ocorrências e dos fenômenos anímicos, ou seja, fenômenos produzidos pelos dotes supranormais de um encarnado.

Psiquismo - Estudo correlato com os fenômenos psíquicos.

Pulso - (do latim: pulsus). Variação da freqüência de uma radiação quântica. Comumente usada para medir batimentos cardíacos, no fenômeno das emissões representa cada impulso de onda.

Purgatório - (do latim purgare - pagar + suf.). Local, segundo a crença cristã, onde os Espíritos, após desencarnarem, vão se purificar para alçarem ao Paraíso quando seus méritos não forem suficientes para tal.
(Q)

Quântico - (do latim: quantum - quantidade + ico). Que se refere aos fenômenos físicos emitidos por uma fonte que vibra sob ação de um agente. Os fenômenos psíquicos e os ectoplásmicos obedecem rigorosamente às mesmas leis ditas quânticas.

Quanta - (do latim: plural de quantum). Emissões de energia, inclusive as psíquicas e as mediúnicas.

Quadridimensional - referente a quatro dimensões. Pelo estudo da Física, a energia possui quatro dimensões, o que leva a supor que ela possa se materializar em quatro combinações distintas, levando-se em conta que a matéria se restringe a três dimensões. Nosso Universo, portanto, seria uma dessas configurações. Em se admitindo que a energia tenha quatro dimensões, o domínio energético também o terá e, com muito mais razão, o domínio espiritual.

Quebranto - (de quebrantar). Também dito mau olhado, são vibrações mentais transmitidas pela visão, capazes de atuar sobre pessoas, animais e vegetais.

Quiromancia - (do gr. kheiros - mão + manthéia - advinhação). Arte de advinhar a sorte ou destino da pessoa pela leitura das linhas de suas mãos.

Quiromante - Sensitivo que pratica a quiromancia.
(R)

Raciocínio - (do latim: ratiocinium). Uso da razão para discernimento e conhecimento das coisas a fim de apreciá-las. Faculdade intelectiva ligada ao conhecimento. Segundo as teses espiritualistas, ele depende do grau de inteligência espiritual posto em jogo no processo encarnatório e que, como tal, pode ser bloqueado pelos campos de força perispirituais por motivos de programação de vida.

Rabdomancia - (do gr. rhabdos - vara + mnathéia - adivinhação). O mesmo que varinha mágica; adivinhação com o recurso da vibração produzida em uma vara manipulada por um médium que, através dela, capta as radiações espirituais que lhe intuem no processo. Há uma enorme confusão entre este fenômeno e a radiestesia axial. Também não é a vara de condão.

Radiações mentais - Emissões mentais com propagação de energia psíquica quântica.

Radiações psíquicas - São as emissões provocadas pela presença de um Espírito.

Radiações quânticas - São as emissões de energia de uma fonte, de um modo geral, que se propagam em um meio, abrangendo desde a sonora, passando pela térmica, pelas ondas de rádio, pelas luminosas, pelas catódicas, indo até as cósmicas, o que inclui as mentais e as psíquicas.

Radiestesia - Sensibilidade capaz de captar as radiações de pessoas ou coisas.

Radiestesia pendular - As radiações, no caso, captadas pelo sensitivo, impressionam um pêndulo que pode ser simplesmente um peso pendurado por uma tênue corrente ou um aparelho metálico apropriado para esse fim (ver pêndulo).

Radiestesia axial - É aquela em que o sensitivo usa um bastão para captar as aludidas radiações. É o caso da localização de lençóis d'água com um varinha apalpando o solo.

Raios - (do latim: radius). São as emissões de uma fonte de energia quântica definindo uma trajetória até o ponto de referência do observador. Então incluídos os raios de natureza paranormal. Dependendo do seu comprimento de onda ou da sua freqüência (repetição da vibração numa unidade de tempo), esses raios definem um tipo distinto de fenômeno.
Considerando o hertz (vibração por segundo da fonte) como unidadede freqüência, pode-se dizer que as vibrações puramente mecânicas vão até 16 hz; entre 16 hz e 32.000 hz vem o som. Até 64.000 hz o ultrassom. Até 1 megahz as ondas térmicas. Acima desse valor vêm as OEM.

Raps - (palavra inglesa: golpe). São batidas paranormais provocadas por Entidades espirituais durante uma sessão dita de efeitos físicos (ectoplásmica).

Reencarnação - ( De: re - pref. repetição + encarnação). Processo de repetição encarnatória. Fenômeno baseado na lei de que todos eles sejam repetitivos, que admite que um Espírito possa ter várias encarnações distintas, ou seja, nascer sucessivamente em corpos diferentes, trazendo consigo sua individualização.

Reencarnacionismo - Doutrina que admite o processo reencarnatório.

Reencarne - O mesmo que reencarnação

Reflectógrafo de Kirkby - Aparelho inspirado num misto de teclado e dispositivo para escrever destinado a permitir que as Entidades espirituais possam manipulá-los para gravar suas mensagens.

Reflexos - (do latim: reflexus - retorno da luz). Em Psicologia, diz-se da reação motriz ou glandular provocada pela excitação sensorial ante um ato externo ou organicamente estranho, capaz de enviar à medula espinhal ou ao encéfalo uma advertência que faz com que os comandos naturais do organismo sejam ativados, em alerta ou defesa. Independe do raciocínio.

Regeneração - (do latim: regeneratio). Ao pé da letra, o termo significa "tornar a gerar", contudo, no sentido literal, o verbo regenerar significa "dar vida nova" o que permite usar o termo como reformulação de comportamento. Recupereção moral dos costumes.

Regressão da memória - (regressão, do latim: regressus). É o fenômeno em que o sensitivo, por um transe anímico, retorna às vivências passadas, tornando a senti-las como se fossem presentes. Há inúmeros casos em que ele cai no período de gestação e descreve sua situação no ventre materno, provando que espiritualmente ali está presente, vivenciando os fatos e sofrendo as conseqüências do comportamento de sua mãe. No prolongamento da regressão, todos caem em vidas anteriores, fenômeno que serve para defesa do processo reencarnatório. O fenômeno foi primeiramente estuda por Albert De Rochas e por Flournois.

Regressivo - (de regresso). Em Filosofia, diz-se das formas de ocorrência que levam a atos passados.

Remanso - (do latim: remansus). Tranqüilidade de espírito. Momento de trégua numa realização fenomênica. Na ectoplasmia, momento em que nada ocorre.

Renitente - (do latim: renitens, tis). Contumaz. Diz-se do processo obsessivo que perdura insessantemente.
Repositório universal - Local, segundo os materialistas, onde os sensitivos vão buscar as informações que lhe sejam desconhecidas.

Repelir - (do latim: repellere), Ato de impedir que um Espírito se manifeste.

Requim - (do sânscrito). Corresponde ao néctar, licor dos deuses gregos. Bebida embriagante usada durante um transe paranormal.

Responsum - (do latim: oráculo). Versículo religioso cantado após o ofício. Dito "responso".

Ressurreição - (do latim: resurrectio, onis - reabilitação). Dogma cristão que se opõe à reencarnação, admitindo que os Espíritos dos mortos, após um julgamento final, reaparecerão para um vida eterna, segundo seu progresso, ao lado de Deus ou fora dele.

Retrocognição - Neologismo (de retro + cognição) usado para definir a lembrança do passado.

Robô psíquico - Idealização de uma aparelhagem capaz de substituir os médiuns. No Brasil, Próspero Lapagesse apresentou um esquema eletrônico de um aparelho com tais propriedades, contudo, não logrou nenhum interesse dos demais para que o pudesse desenvolver.

Roustaingismo ou Roustainismo - Doutrina baseada no docetismo que admite a divinificação de Jesus e que, como tal, não poderia ter vida carnal. Além disso, aceita os postulados espíritas embora, conflitante no ponto de vista evangélico.

Roustainista - Seguidor do Roustainismo.

Ruta - (do latim: ruta). Planta que espanta mau olhado. Arruda.
(S)

Sábado - (do latim: sabbatum - dia consagrado). No antigo culto latino, dia do sacrifício, das imolações na prática do culto religioso.

Sacra - (do latim: sacra). Palavra sagrada.

Sacramento - (do latim: sacramentum juramento de fidelidade). Obrigação religiosa que competia em colocar bens ou dinheiro na mão do Pontífice para receber dele as bênçãos. Atualmente corresponde a sete profissões de fé: batismo, crisma, eucaristia, penitência pela confissão, ordenamento, esponsais e extrema-unção. O sacramento é tido como um sinal sagrado feito por Jesus e que o delegou a seus representantes. Ele simboliza a salvação da alma no culto cristão.

Sacrário - (do latim: sacrarium). Oratório, local de recolhimento espiritual.

Sacrifício - (do latim: sacrifitium). Ato de se sacrificar. Imolação, prática ou ritualística de dor em holocausto à divindade.

Sacrilégio - (do latim: sacrilégium). Profanação das coisas sagradas.

Sacrílego - (de sacrilégio). O profanador, o que comete sacrilégio.

Sacro - (do latim: sacrum). Coisa sagrada.

Salvação - (do latim: salvationis). No conceito doutrinário religioso, resguardar sua alma para a glória de Deus. Angariar os céus.

Sarcossoma - (do gr. sarkos - carne + soma - corpo). Invólucro corpóreo de um Espírito encarnado.

Satã - (do hebraico: satan - acusador). Anjo que traiu Jeová, acusando-o de protecionismo.

Satanás - (do latim: satans - o que arma ciladas). Espírito maléfico que tenta a criatura humana por processos e artimanhas capazes de seduzi-la, a fim de a levar para seu mundo ou domínio.

Satânico - (de satã). Refere-se simultaneamente às práticas de satanás e de satã.

Sematologia - (do gr. sematos - sinalização + logos - descrição). Semântica. Em Parapsicologia, comunicação por batidas ou sinais convencionais adotados no sistema mediúnico.

Semiologia - (do gr. sêmion - signo + logos - descrição). Semiótica. Que se refere a sinais. Na Astrologia, estudo dos signos do zodíaco.

Sensitivo - (do latim: sens - sentido + sufixo, pelo fr.). Aquele que sente; o que tem dotes ditos paranormais.

Sensórios - Diz-se dos sentidos dos animais. No caso do homem, já são conhecidos, além dos cinco clássicos, a saber, audição, visão, paladar e tato, os seguintes: termostesia (sensório do calor), sensório do equilíbrio, das dimensões (três: profundidade, largura, altura) e vários outros ainda em estudo. No campo paranormal, define as respectivas sensibilidades.

Sexto-sentido - Diz-se dos sentidos paranormais.

Sinestesia - (do gr. sine - ramo + aisthésis - sensibilidade). Faculdade sensitiva dos centros de percepção que estabelece a relação entre uma percepção e outra. Captação paranormal.

Sobrenatural - Acima do natural, o que não se explica pela apreciação da natureza. Diz-se das ocorrências paranormais.

Sociopatia - Estado mórbido da perversão do caráter. Como tal, é patológico, porém, não é psíquico. Era erroneamente definido como psicopatia.

Soma - (do gr. soma - corpo). 1. Diz-se do organismo animal onde habita o espírito durante o processo encarnatório. 2. O organismo, em contraposição com a alma. 3. Conjunto de células e tecidos de um corpo orgânico vivo.

Somático - (do gr. somátikos - corpóreo). 1. Pertencente ao corpo. 2. Em contraposição ao que é alótipo. 3. Diz-se do referencial psicológico que age sobre o corpo.

Somurgoscopia - Termo registrado por João Teixeira de Paula para definir a transfiguração. Advém do italiano, onde somurgo é o correspondente ao psicossoma.

Sonambulismo - (de sonâmbulo + ismo). Estado psíquico de sono com automatismo de movimentos e domínio parapsíquico deles. Tem o pomposo nome de hipnoblesia.

Sonâmbulo - (do latim: somnus - sono + ambulare - andar). O que sofre de sonambulismo. É também dito noctâmbulo, porque, de um modo geral, o fenômeno se registra durante o sono noturno, com exceções.

Sonhos - (do latim: somnium - o que ocorre durante o sono). Seqüência de fenômenos psíquicos que ocorre durante o sono atribuída a uma excitação orgânica transmitida ao cérebro e capaz de fazê-lo vibrar, produzindo ou criando imagens correlatas com a excitação. É, ainda, um dos grandes mistérios da psikê. Sabe-se que se sonho. Eis tudo. Por vezes, lembra-se do que se sonhou, porém, na maioria dos casos, a lembrança não o retém no consciente. Compreendem vários tipos, a saber: criações mentais, com pessoas mortas, com assuntos desconhecidos, memorizações pretéritas, premonitórios, reveladores, além dos abstratos.

Sono - (do latim: somnum). Estado de entorpecimento dos sentidos com relaxamento geral, dedicado organicamente à recuperação e reequilíbrio da normalidade. Descanso. Repouso de quem dorme. É considerado um transe estático e periódico.

Spiricom - Aparelhagem pela qual os desencarnados podem falar e transmitir suas mensagens. Ainda em desenvolvimento, não permite a realização do fenômeno sem auxílio de um médium.

Subjugação - (sob o jugo de). Processo obsidiatório em que o Espírito obsessor domina quase por completo a vontade do obsidiado, conseguindo levá-lo à prática de atos contrários à sua formação moral.

Subliminar - (do latim: sub + límine - soleira + suf.). Diz-se do estímulo psicológico incapaz de fazer com que a pessoa tome consciência dele, contudo, quando repetido, pode produzir diversos efeitos, por vezes, contraditórios. Segundo Myers, é causa de fenômenos paranormais.

Substanciação psíquica - Deve-se seu estudo a Gabriel Delanne e consiste na elaboração de certas substâncias quimicamente desconhecidas ou que não existam no ambiente. Tudo indica que elas sejam elaborados em um laboratório atômico transcendental com o recurso do ectoplasma modulado pelas Entidades responsáveis pelo fenômeno.

Sugestão - (do latim: suggestionem). No campo paranormal, método pelo qual um agente controla a vontade de uma pessoa, usando de processos psíquicos, como hipnose. Influência.

Sugestão mental - É conhecida como diapsiquia.

Suicídio - (do latim: sui - de si + cædere - matar). Ato de tirar a própria vida. Sua conotação paranormal é devida à teoria reencarnacionista de que o suicida já traz consigo tais tendências de vidas pretéritas. Trata-se de um Espírito avesso ao processo encarnatório.

Sujet - (galicismo). Causa, motivo, pessoa que é o centro do fenômeno.

Superdotação - Predicado do que possui dotes de inteligência invulgares. É atribuído, na teoria reencarnacionista a aquisições em vidas pretéritas.

Superdotado - Aquele que possui superdotação.

Superego - (do latim: super + ego - eu). A terceira parte da psiquê, segundo Freud, que funciona como censura social superiorizada ante as compulsões instintivas dirigindo-as para objetos substitutivos. É a que causa bloqueios e seleciona o que o ego julga certo para se externar. Completa a alma com o id.

Supranormal - Uma das formas de referência ao fenômeno paranormal. O mesmo que abnormal.

Supra-sumo - Referente ao superior, ao mais alto. É comum o uso do prefixo supra em várias palavras para referi-las à supranormalidade.
(T)

Taccnesia - Movimento paranormal de objetos ao contacto das mãos, como no caso do copinho sobre uma cartolina ou um quadrante contendo letras.

Talismã - (do persa: tilism - poder religioso + on - menor, miniatura). Objeto ao qual são atribuídos atributos miraculosos, no caso, paranormais. Corresponde ao amuleto ou ao fetiche.

Tanatofania - (do gr. thanatus - + phanos - glória). Teoria que explica todos os fenômenos paranormais através da atuação de desencarnados. Fanatismo pelos mortos.

Tanatofobia - (do gr. thanatus - morte - phobos - aversão + suf.). Aversão pelos mortos.

TCI - (sigla de Trancomunicação Instrumental). É o sistema pelo qual se usa aparelhagem específica para se entrar em contacto com o domínio espiritual e dele receber mensagens ou comunicações correlatas. (ver spiricom e videcom)

Tela panorâmica - Visão espiritual das cenas vividas pelo que as vê. São os casos de memorização preagônica, de conhecimento dos motivos pelos quais o Espírito esteja sofrendo determinadas agruras. O fato pode ocorrer também em sessões mediúnicas onde o Espírito manifestante é levado a ver sua situação ou o que lhe aguarda ante sua atitude presente.

Telecinesia - (do gr. tele - ao longe + knetos - movimento + suf.). Fenômeno provocado pelo comando mental à distância capaz de fazer com que objetos se movam. É um caso particular da Psicocinesia. Há autores que julgam que a telecinesia também possa ser provocada por um médium sob influência de uma Entidade espiritual e que, neste caso, seria uma ocorrência peculiar ao mediunismo.

Telecinesia motora - Nome impróprio dado por J. Maxwell à lucidez.

Telecinésico - Relativo à telecinesia.

Telediplosia - (do gr. tele - à distância + diploûs - duplo + suf.) Formação da imagem do duplo do sensitivo dando a sensação de ubiqüidade.

Telefania - (do gr. tele - à distância + phanos - fania). Conceito errôneo de aparição espiritual durante o sono.

Telegnomia - (do gr. tele - longe + gnomón - indicador). Confunde-se com criptestesia pragmática e, por vezes, com metagnomia.

Telegnosia - (do gr. tele - à distância + gnosis - conhecimento). Percepção das coisas à distância.

Teleopsia - Nome dado por Boirac à clarividência, mediante suas explicações, sem qualquer objetividade e sem uso.

Telepata - Sensitivo que tem o dom da telepatia.

Telepatia - (do gr. tele - à distância + pathós - paixão). Fenômeno semelhante ao do radar, onde o sensitivo envia suas ondas mentais que captam o pensamento, à distância, de outra pessoa, trazendo-o de retorno à mente do sensitivo para que este faça sua leitura. Ela é classificada em diversos casos, a saber: espontânea, experimental, precognitiva, retrocognitiva e Temporal. Faz parte dos fenômenos ditos extrassensoriais. Difere da transmissão do pensamento porque este envolve o emissor e o receptor simultaneamente.

Telepatia acoplada - Foi idealizada por astrônomos ingleses com o fito de enviar ondas telepáticas para o Espaço sideral a fim de ver se estas voltavam trazendo informes de vibrações extraterrenas. As ondas telepáticas foram acopladas a raios catódicos.

Telepatia espontânea - Ocorre quando o telepata capta algum pensamento sem prévia combinação com o que pensou.

Telepatia experimental - É a denominação dada aos espetáculos de telepatia onde o telepata, de comum acordo com um parceiro a ele afeito, realiza o fenômeno com maior facilidade, porque o pensamento a ser captado é o do parceiro e não a do espectador.

Telepatia precognitiva - O telepata antecipa-se ao pensamento do outro, antedizendo-o.

Telepatia retrocognitiva - O telepata alcança pensamentos passados e já esquecidos pelo pensante.

Telepatia temporal - Há uma enorme diversificação a respeito do que seja; para alguns, confunde-se com a clariaudiência e a clarividência ou a telepatia com escuta de sons e visão de imagens.

Teleplasma - Nome dado ao ectoplasma por alguns experimentadores, sugerido pela equipe de W. Crookes, referindo-se ao que se desprendeu do médium para efetuar o fenômeno.

Teleplasmar - Moldar com o teleplasma.

Teleplasmia - Diverge da ectoplasmia porque só envolve o fenômeno ectoplásmico de formas.

Teleplastia - É o mesmo que materialização de Espíritos.

Telepsiquia - Caso específico da sensibilidade à distância que pode ser ativa, quando o sensitivo emite suas vibrações e passiva no caso do percipiente que as recebe.

Telergia - (do gr. tele - à distância + ergón - trabalho + suf.). Caso em que o sensitivo realiza uma ação à distância, percebida pelos que estejam no local.

Telestesia - (do gr. tele - ao longe + aisthésis - sensibilidade + suf.). Percepção à distância da realização de fenômenos paranormais. Inicialmente, quando Myers criou o termo, ele próprio não soube defini-lo, senão explicar a ocorrência.

Telestesia anímica - Modo pelo qual Anastay definiu a transmissão do pensamento.

Telestesia espirítica - Fenômeno telestésico sob influência de Entidades espirituais. (Anastay)

Telestesia personística - Faculdade paranormal em que os próprios percipientes são também os realizadores do fenômeno, como a Psicometria, a Previsão e a Lucidez. (Anastay)

Telestesia retrognitiva - Capacidade de retroação no fenômeno telestésico.

Tempo - Na Espiritualidade, o conceito de tempo diverge do que se tem na Terra. Relativamente ao conceito sideral, o tempo é um parâmetro de posição na expansão cósmica e, como tal, uma grandeza vetorial, isto é, orientada. Como tal, o tempo pode sofrer dilação decorrente do sistema galáctico. O tempo se confunde com a disposição sideral dos astros e define o grau de expansão do Universo, expansão esta criticada por alguns cientistas.

Teocentrismo - (do gr. théos - Deus + kéntron - centro + suf.). Doutrina que tem Deus como o centro de tudo. Como soberano Criador.

Teocracia - (do gr. théos - Deus + kratein - poder, autoridade). 1. Antiga doutrina grega que admitia a superioridade de Zeus sobre os demais deuses e estes com poderes superiores aos dos homens. 2. Corrente filosófica que admitia uma íntima ligação da alma com Deus em contemplação, gerando o neoplatonismo. 3. No Judaísmo, sistema que admite Jeová como soberano do povo, considerando seus adeptos superiores aos demais.

Teodicéia - (do gr. théos - Deus + dikê - justiça). 1. Doutrina metafísica que procura justificar a justiça Superior. Seu principal autor é Leibnz, criador do termo. A Teodicéia procura aliar os conceitos de onisciência divina e seus dogmas com a suprema bondade . 2. Parte da metafísica que trata de Deus, sua existência, atributos e predicados.

Teofania - (do gr. théos - Deus + phanos - manifestação). 1. Aparição ou revelação de uma divindade.2. Manifestação de Deus em um local ou pessoa. Para o Cristianismo, o nascimento de Jesus considerado Cristo ou Deus.

Teofobia - (do gr. théos - Deus + phobos - aversão). Horror às coisas consideradas divinas. Ateu fanático.

Teogonia - (do gr. théos - Deus + genéa - origem, geração). Mitologia. Doutrina relativa às origens dos deuses, de um modo geral, ligada à formação do mundo. Deve-se a Hesíodo seu estudo, no trabalho Genealogia dos Deuses.

Teogônico - Referente à Teogonia.

Teologal - Que pertence à teologia.

Teologia - (do gr. théos - Deus + logos - descrição). Ciência da religião e das coisas divinas. Ela se divide em vários ramos, a saber, dogmática, moral, ascética, mística e escolástica.

Teologia ascética - (v. ascetismo). Descreve as paixões, as virtudes e os vícios, bem como os meios de conciliação.

Teologia dogmática - (v. dogmatismo). Define e demonstra as verdades religiosas cristãs pela crença.
Teologia escolástica - Aplica a razão filosófica cristã para os estudos teologais.

Teologia mística - (v. misticismo). Preocupa-se com o caminho que leva a alma a Deus.

Teologia moral - Prega os costumes segundo os evangelhos bíblicos.

Teológico - Relativo à Teologia.

Teólogo - Aquele que estuda e prega a Teologia.

Teomancia
- (do gr. theosmanteia). Divinização através dos oráculos.

Teomaquia - (do gr. theosmachia). Mitologia. O combate travado entre deuses e suas disputas.

Teonomia - (do gr. théos - Deus + nomos - lei). Neologismo proposto pelo autor para definir a parte doutrinária que tem o fito de estudar os conceitos religiosos e a interligação com o Criador Supremo através da Física, de seus postulados e conhecimentos acerca do Universo.

Teosofia - (do gr. théos - Deus + sophia - saga). Doutrina atribuída a Paracelsus, que tem por objeto o conhecimento de Deus através da natureza, ou seja, da sua criação. Bohéme, Valentin, Weigel, Swedenborb, Œtinger, Saint Martin e Baaden foram seus precursores, nascendo, de seus estudos, o neoplatonismo moderno, o bohemenismo, o gnosticismo, etc. e, finalmente, com a senhora Blavastsky o ocultismo.

Tiptocinesia - (do gr. typtein - tipo, batida + knésis - movimento + suf.). Batidas paranormais para marcação de letras e formação de palavras, feita com objetos.

Tiptologia - (do gr. typtein - batida + logos - estudo). Batidas paranormais com o fito de marcar letras com as quais são escritas palavras, frases e pensamentos ditados pelos desencarnados. É comum chamar-se de tiptologia o fenômeno das mesas girantes, apesar da impropriedade., por se tratar de um fenômeno com a imposição das mãos (ver taccinesia).

Tiptólogo - Médium de tiptologia.

Tiptologia ectoplásmica - É o fenômeno em que o Espírito não usa nenhum objeto para bater.

Tomado - Diz-se de um médium em transe, com um Espírito se manifestando por ele.

Toribismo - (do ingl. Throby - pulso, batida + ismo). Forma pela qual Sudre definiu os fenômenos de assombração.

Transe - (do latim: transere - fazer passar). Estado paranormal em que o sensitivo inconsciente e o médium se apresentam durante o transcurso de um fenômeno

Transes estáticos - São aqueles em que o sensitivo se apresenta em estado de passividade. Destacam-se: apsiquia, catalepsia, dessensibilização anestésica, letargia e sono paranormal.

Transe hipnótico - É o em que o sensitivo se deixa condicionar pelo hipnotizador.

Transe mediúnico - Ocorre sob ação de um desencarnado que atua sobre o médium fazendo-o ficar sob sua ação, a fim de realizar os ditos fenômenos espiríticos.

Transfiguração - (do latim - transfigurare). Transformação paranormal da aparência do médium sob ação de um Espírito manifestante, apresentando a fisionomia deste, ou traços dela.

Transmissão do pensamento - É o fenômeno que ocorre entre duas pessoas sensitivas onde uma transmite e outra capta, por vezes, de forma involuntária, o pensamento emitido pela primeira. Estudos já admitem que esse fenômeno possa ocorrer entre animais e entre animal e homem, com o bicho pensando para que seu dono entenda o que ele quer ou, então captando o desejo de seu amo sem que ele precise do comando.

Transporte - (do latim: transportare). Ato de conduzir alguma coisa. No domínio paranormal envolve três tipos, a saber: a) levitação e deslocamento de um objeto dentro do mesmo ambiente (veja alavancas); b) transporte através de paredes fechadas (veja interpenetração); c) autotransporte do sensitivo (veja bilocação).

Transposição dos sentidos - Como o nome indica, trata-se da percepção de um fenômeno por um sensório não correspondente, ou seja, ver pelas pontas dos dedos, ouvir pela boca, etc.

Transtorno mental - Doença mental provocada por diversas causas.

Trespasse - (de trespassar). Óbito, falecimento, desencarne.

Trimurti - (do sânscrito). Trilogia hindu que inspirou a Santíssima Trindade cristã, compreendendo Brahma - a criação; Vichnu - a personificação; Xiva (ou Çiva) - a transformação, que identificam as três energias do mundo vindo se personificar no tríptico definido por Krishna, Yésu e Brahma.

Triplosia - Materialização simultânea de três Entidades espirituais.

TTN - Forma pela qual foram designadas certas experiências telepáticas.

Turbação dos sentidos - Fenômeno que, como o nome indica, faz com que a pessoa ou o desencarnado fique em estado alterado, com os sentidos tolhidos em decorrência de uma série de motivos, destacando-se acidentes contundentes, comoções, abalos, etc. No caso do recém desencarnado, é comum o fenômeno, até que ele se reencontre na Espiritualidade.
(U)

Ubiqüidade - (do latim: ub + que - em toda parte + suf.) Dom que permite o sensitivo desdobrar-se e fazer com que seu duplo apareça em outro local. O mesmo que bilocação.

Umbandismo - (termo de origem africana). Sincretismo religioso que aceita o mediunismo e a prática ritualística durante os trabalhos que realiza. É um misto do fenômeno com o processo religioso, adotando imagens, culto, rito e aceitando o processo reencarnatório. O mesmo que umbanda.

Umbral - (do latim: umbra - sombra). Definição do Espírito de André Luiz a respeito de uma região no domínio espiritual para onde vão os Espíritos ditos trevosos, ou seja, os que estão empedernidos por maus sentimentos.
Uranografia - (de Urano - o céu como deus mitológico + graphos). O mesmo que Astrologia.
(V)

Vampirismo - (do alemão, origem eslava: vampir + suf.).O vampiro é um ente fantástico que se alimenta de sangue humano, atribuído a uma lenda húngara. Por extensão, o vampirismo é o fenômeno em que o desencarnado suga a energia de um encarnado, debilitando-o, para que dela possa usufruir a fim de usá-la como lastro e gravitar na esfera terrena.

Vaticínio - (do latim: vaticinium - prognóstico). Conhecido como "canto do vate", o vaticínio é a predição profética de algo.

Vida - (do latim: vita). Existência. Conjunto de propriedades que caracterizam o ser dito biológico e se divide em dois grupos, a vegetativa e a anímica.

Vida vegetativa - Distingue os seres biológicos que não pertencem ao reino animal e define a vida orgânica sem o princípio anímico.

Vida anímica - Característica do ser biológico cujo "agente estruturador" denominado alma, tem características personalísticas individuais, mesmo os não hominais.

Videcom - Aparelhagem baseada na televisão através da qual pode-se ver cenas do domínio espiritual. Técnica ainda em desenvolvimento que, por enquanto, ainda não prescinde do médium ectoplásmico.

Vidência - (do latim: videns - o que vê). Faculdade mediúnica do paranormal que tem o dote de ver cenas pertencentes ao domínio espiritual, ou, simplesmente, dos desencarnados.

Vidente - Médium de vidência.

Vigília - (do latim: vigilia). Estado em que o sensitivo permanece com seus sensórios normais.

Vírus - (do latim: vírus - veneno). Ser biológico microscópico que forma um reino com características próprias pois, sempre que se apresenta fora de um organismo biológico, ele se cristaliza como se fosse um mineral. Certos ocultistas têem-nos como transformação orgânica do ADN - por possuir um dos dois anéis deste ácido genético - causada por distúrbios do campo bioenergético, ou seja, tornam-se "monstros" sob influência da bioenergia modulada pelo campo perispiritual.

Vodu - (do haitiano nativo). 1. O mesmo que fetiche. 2. Prática ritualística trazida de Daomé (África) pelos negros levados para as Antilhas, correspondente do candomblé.

Vozes diretas - São fenômenos obtidos a partir da comunicação oral de desencarnados sem necessidade de um médium psicofônico. Ocorrem de duas formas: com apoio de aparelhos (ver spiricom e videcom) ou instrumentos auxiliares - como toca-fitas - sem esses artifícios.
(W)

Wave - (palavra inglesa). Significa onda e é comumente usada em mental-wave.
(X)

Xenoglossia - (do gr. xenos - estrangeiro + glossos - idioma). Mediunidade aquisitiva através da qual o psicofônico passa a falar uma língua estranha a seu conhecimento e que tanto pode ser real como estrutural, ou seja, tenha formação idiomática, contudo, não seja falada por nenhum povo.

Xenografia - (do gr. xenos - estrangeiro + graphos - escrita). Mediunidade aquisitiva através da qual o psicógrafo passa a escrever em um idioma totalmente desconhecido, quer usando letras dos alfabetos existentes, quer com recursos de símbolos devidamente estruturados.
(Y)

Yadjina - (do sânscrito) - O sacrifício védico. Prática brahmânica de exaltação suprema.

Yésu - (do sânscrito) - O filho da criação. Simboliza Jesus na Santíssima Trindade.
(Z)

Zenografia - (do gr. Zeus + graphos - escrita). Estudo relativo aos discos envoltórios de Júpiter.

Zoolatria - (do gr. zôo - animal + lathros - adoração). Endeusamento de animais, como no caso do boi Ápis no antigo Egito.

Zoomancia - (do gr. zôo - animal + mantheia - adivinhação). Usar o movimento dos animais para prever acontecimentos. È muito comum sensitivos analisar o vôo dos pássaros como presságio.

Zoofobia - Medo dos animais ou aversão a eles.

Zoometarquia - (do gr. zôo - animal + meta - além + archia - subordinação). Poder ou ação paranormal que as criaturas têm sobre os animais, quer fazendo-lhes bem, quer prejudicando-os.


Fonte - http://www.cecal.org.br


Cecal - Casa Espírita Caminho da Luz
Bom Sucesso- MG.


Um comentário:

  1. ESTIMADOS AMIGOS:
    Solicito mi conversion esoterica brahmanica de mis poderes paranormales porque tengo los avatares de los Dioses y de los clanes parasicologicos.

    Atentamente:
    Jorge Vinicio Santos Gonzalez,
    Estudiante de la esoteria.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário ou perguntas é muito importante para nós.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares

ASSISTA A TV MUNDO MAIOR aqui dia e noite.

Watch live streaming video from redemundomaior at livestream.com
A maior riqueza do ser humano esta no conhecimento. Para isso temos o livre arbítrio que Deus nos deu. O ser humano evoluiu materialmente ( morávamos em cavernas ), mas não espiritualmente. Convido a todos para assistirem a "TV MUNDO MAIOR" aqui no "ESPIRITISMO PARA TODOS", a programação é de grande valor para a nossa evolução espiritual, os programas são espíritas, 24 horas de mensagens da melhor qualidade. O conhecimento não é pecado, pecar é não utilizar o livre arbítrio que Deus nos deu.

Leia outros artigos interessantes: artigos

Espiritismo, ligação com o SER MAIOR.


O Espiritismo respeita todas as religiões e doutrinas, valoriza todos os esforços para a prática do bem e trabalha pela confraternização e pela paz entre todos os povos e entre todos os homens, independentemente de sua raça, cor, nacionalidade, crença, nível cultural ou social. Reconhece, ainda, que “o verdadeiro homem de bem é o que cumpre a lei de justiça, de amor e de caridade, na sua maior pureza”. Conheça o Espiritismo começando a ler "O LIVRO DOS ESPÍRITOS".

Dicas e agradecimento

Nossa dica de filme sobre reencarnação, "Minha vida na outra vida" pela primeira vez na história, um filme retrata, com fidelidade, lógica e respeito, a reencarnação, tema de interesse de milhões de pessoas em todo o mundo, obrigado pela visita, volte sempre e que Deus ilumine o caminho de todos.

Tadeu.